Francois Mori / AP
Francois Mori / AP

Messi diz que fez a escolha certa ao se transferir para o Paris Saint-Germain: 'Não me enganei'

Em entrevista à revista France Football, craque argentino fala sobre acerto com a equipe francesa após polêmica saída do Barcelona, clube pelo qual atuou por quase duas décadas. Entrevista na íntegra será divulgada nesta sexta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2021 | 10h48

A controversa saída de Lionel Messi do Barcelona ainda causa polêmica no futebol europeu. O craque argentino, porém, mostrou convicção ao falar sobre o tema em uma  entrevista à revista francesa France Football, que será publicada na íntegra nesta sexta-feira. Na capa, divulgada antecipadamente nesta quinta, o jogador aparece afirmando que fez a escolha certa ao acertar com o Paris Saint-Germain depois dequase duas décadas atuando pelo clube espanhol. 

"Não me enganei. Não errei ao ir para o PSG", revelou o craque que está com a seleção da Argentina para a disputa de mais uma rodada tripla das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Nesta quinta-feira, os argentinos encaram fora de casa o Paraguai, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, pela 11.ª rodada.

O atual camisa 30 do Paris Saint-Germain balançou as redes apenas uma vez em cinco jogos desde que foi contratado. O tento foi marcado na vitória por 2 a 0 diante do Manchester City, no último dia 28, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris. O belo gol aconteceu justamente em uma tabelinha com Neymar, com quem dividiu protagonismo anos antes no Barcelona

Na última rodada do Campeonato Francês, Messi e seus companheiros viram a invencibilidade e o aproveitamento de 100% da equipe cair diante do Rennes, após derrota por 2 a 0. Mesmo com o revés, a equipe parisiense segue na liderança isolada com 24 somados, seis a mais que o vice Lens, após nove rodadas.

Messi assinou com o PSG em agosto após meses de imbróglio com o Barcelona, que vive grave crise financeira, não conseguindo chegar a um acordo salarial mesmo após diminuir sua pedida em mais da metade. O vínculo de argentino com o time parisiense será por duas temporadas, tendo a opção de renovar por mais uma temporada, até o meio de 2024. Seu salário rondaria os 35 milhões de euros (R$ 214 milhões na cotação atual) líquidos por temporada, com bônus incluídos — isso o deixaria no nível dos vencimentos de Neymar no elenco.

Além da entrevista com Lionel Messi, a edição deste mês da France Football trará ainda a lista dos jogadores indicados ao prêmio Bola de Ouro, organizado pela publicação. Vale lembrar que o argentino possui seis troféus (nos anos de 2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019) desta premiação, que será entregue no dia 29 de novembro, em cerimônia a ser realizada no Teatro Chatelet, em Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.