Messi diz que filho Thiago o salvou da 'loucura' do futebol

Meia revela mau humor por dias quando errava em campo

O Estado de S. Paulo

14 de abril de 2015 | 12h52

Em entrevista para a revista do Barcelona, Messi revelou o amor que sente pelo filho Thiago e como o garoto, nascido em novembro de 2012, o ajudou a 'sobreviver' no futebol. O meia argentino admitiu que o futebol o estava 'enlouquecendo', que precisa de dias para se refazer de derrotas e erros em campo, sem conversar com ninguém. Mas que tudo isso acabou com a chegada de seu primogênito.

"Ser pai me ajudou a crescer e acho que é parte do amadurecimento de um homem. O Thiago ajudou-me a não enlouquecer por causa do futebol e a pensar que existem outras coisas na vida", disse Messi, que 'espera' seu segundo filho para este ano. "O Thiago mudou tudo na minha vida. Ele está em primeiro lugar, o resto vem depois. Antes, quando perdia ou cometia erros em campo, não falava com ninguém durante três ou quatro dias até a loucura passar. Agora, se perder um jogo, chego em casa, vejo o meu filho e tudo passa. A raiva fica aqui dentro, porque vê-lo muda tudo."

Esse equilíbrio pode também explicar a boa fase de Messi no Barcelona, líder do Campeonato Espanhol e ainda vivo na Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o time catalão vai a Paris enfrentar o PSG pelas quartas de final da Liga. Estará sob o comando do seu melhor jogador, Lionel Messi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.