Messi fica mais um mês fora, mas cartola garante ida à Copa

O atacante Lionel Messi, do Barcelona, ficará mais um mês sem jogar por causa de uma contusão muscular, mas o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Julio Grondona, e os médicos da seleção garantem que ele terá condições de estar na Copa do Mundo da Alemanha."É uma complicação da lesão original, e ele deve ficar mais três ou quatro semanas em tratamento", disse Donato Villani, médico da seleção argentina, que chegou nesta terça-feira à Europa para uma avaliação dos jogadores que irão ao Mundial."Não há nenhuma dúvida de que ele estará bem", afirmou Grondona, que afirma ter ciência de que o técnico José Pekerman vai decidir os 23 convocados baseado em critérios médicos, e não técnicos. "Vai depender do estado físico de cada um, e não se jogam bem ou mal", declarou o dirigente.Além de Messi, que se contundiu durante um jogo do Barcelona contra o Chelsea, no dia 5 de março, pela Liga dos Campeões, outros jogadores argentinos têm problemas físicos e estão ameaçados de não ir à Copa, como os zagueiros Ayala, do Valencia, e Heinze, do Manchester United.A Argentina está no Grupo C da Copa, e estréia no dia 10 de junho, contra a Costa do Marfim. Antes disso, no entanto, fará mais dois amistosos: contra Angola, no dia 30 de maio, em Nápoles, na Itália, e contra a Arábia Saudita, no dia 4 de junho, na Alemanha, em cidade ainda não definida.

Agencia Estado,

12 de abril de 2006 | 14h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.