Michael Kooren/Reuters
Michael Kooren/Reuters

Messi iguala recorde, Barcelona passa pelo Ajax e avança às oitavas

Argentino faz dois na vitória por 2 a 0, chega aos 71 gols e divide o topo da artilharia da Liga com Raul e o português Cristiano Ronaldo

Estadão Conteúdo

05 de novembro de 2014 | 19h57

Com direito a recorde de Lionel Messi, o Barcelona derrotou o Ajax por 2 a 0, nesta quarta-feira, e garantiu por antecipação a vaga na fase de mata-mata da Liga dos Campeões. O argentino marcou os dois gols da partida e igualou o recorde de 71 gols do espanhol Raul Gonzalez, ídolo do Real Madrid, na competição europeia. Além disso, superou o português Cristiano Ronaldo também da equipe merengue, que soma 70 gols na competição.

O Barcelona assegurou a classificação ao alcançar os nove pontos no Grupo F, atrás do Paris Saint-Germain, também garantido nesta quarta, ao vencer o APOEL Nicosia por 1 a 0 (gol do uruguaio Cavani), em casa. Os franceses lideram a chave, com 10 pontos, faltando duas rodadas para o fim da fase de grupos.

Vindo de duas derrotas seguidas no Campeonato Espanhol, o Barcelona esteve longe de mostrar no primeiro tempo aquela confiança dos últimos anos. Mesmo com um trio poderoso no ataque, formado por Neymar, Luis Suárez e Messi, a equipe espanhola pouco ameaçou o Ajax, em Amsterdã, e ainda levou sustos na defesa.

Sem empolgar, o Barcelona tinha até momentos de futebol feio, quando cometia erros de passe em sequência. No entanto, conseguiu abrir o placar aos 36 minutos, em jogada improvável, que contou com uma ajuda de Cillessen. O lance teve início com cobrança de falta de Messi, com rebote do goleiro. A bola sobrou para Barta, que ganhou dividida aérea com Cillessen, em saída desastrada, e levantou na área para o argentino só escorar de cabeça.

Na segunda etapa, os visitantes cresceram em campo e geraram maiores chances de gol. Em uma delas, Neymar abriu espaço para o argentino tentar alcançar o recorde de Raul. Messi ainda quase marcou em cobrança de falta na sequência. O Ajax respondeu com uma bola na trave. 

Mas não ofereceu maior resistência depois que Joel Veltman levou o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo aos 25 minutos. Com a mais em campo, o Barcelona controlou o jogo até o fim e viu Messi anotar seu 71º gol na Liga dos Campeões. Aos 31 minutos, ele tabelou com Pedro, que entrara no lugar de Neymar, e completou cruzamento rasteiro para as redes.

A boa vitória encerra a sequência negativa da equipe que já abalava o clima dentro do clube. O time perdera para o arquirrival Real Madrid por 3 a 1 e, na sequência, foi surpreendido pelo modesto Celta, por 1 a 0, no fim de semana passado. Com a vitória em Amsterdã, o técnico Luis Enrique ganha fôlego para recuperar o time no Espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.