Albert Gea / Reuters
Albert Gea / Reuters

Messi não sabe se o Barcelona fez tudo que era possível para comprar Neymar

Argentino elogia ex-companheiro, mas nega que tenha poder para exigir seu retorno ao clube

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2019 | 08h25

Messi quebrou o silêncio sobre o fracassada tentativa de retorno de Neymar ao Barcelona, em novela que se arrastou por toda a última janela de transferências na Europa. O craque argentino era apontado como um dos grandes defensores da contração do antigo companheiro e mostrou desconfiança se o clube espanhol fez tudo que era possível para que o negócio com o PSG fosse concretizado.

"Ficaria muito feliz se viesse Neymar. Sinceramente, não sei se o Barça fez tudo o possível para seu regresso, mas é certo que negociar com o PSG não é fácil", disse Messi em entrevista ao jornal Sport.

O maior artilheiro da história do Barcelona e novamente postulante ao título de melhor do mundo fez questão de destacar a admiração que sente pelo brasileiro, com quem formou ao lado de Suárez o poderoso trio conhecido como 'MSN'.

"Não estou decepcionado. Temos um plantel espetacular que pode disputar tudo, também sem Ney. A nível esportivo, Neymar é um dos melhores do mundo. E com ele, no quesito da imagem e dos patrocinadores, o clube daria um salto", afirmou.

Messi negou, no entanto, os rumores de que ele ou o elenco tenham tentado influenciar nas negociações. "Nunca pedimos a contratação de Neymar, simplesmente demos nossa opinião. Se eu mando? Ficou demonstrado que não é assim."

MESSI PODE DEIXAR O BARCELONA?

Em entrevista recente para o canal oficial do Barcelona, o presidente Josep Maria Bartomeu confirmou que Messi tem uma cláusula em seu contrato que permite uma rescisão ao fim de toda temporada, até o fim do vínculo, em 2021. 

O argentino negou que pretende ativar esse dispositivo legal, mas reforçou que quer ganhar títulos. "Essa é a minha casa e não quero ir embora. Mas quero ganhar". 

Apesar da soberania na Espanha, onde ganhou quatro dos últimos cinco títulos nacionais, o Barcelona não vence a Liga dos Campeões desde 2015, quando derrotou a Juventus na decisão, com um gol de Neymar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.