Enrique Marcarian/Reuters
Enrique Marcarian/Reuters

Messi, o herdeiro de Maradona como ídolo maior da seleção argentina

Em 2010, antes do jogo com a Grécia, na fase de grupos, o então técnico da seleção avisou para o atual craque se preparar para o ser o capitão da Argentina

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2020 | 10h00

Com a morte de Maradona, o craque Lionel Messi passa a ser o maior jogador argentino vivo. Durante toda a sua carreira, Messi teve de conviver com comparações com o ídolo. Se Maradona é o eterno herói da seleção argentina e foi campeão mundial em 1986, por outro lado Messi é o ídolo do século 21 e o supera em gols na equipe nacional com folga: 70 contra 34.

Por um período, as histórias dos dois se cruzaram. O momento em que Messi, enfim, conseguiu se firmar na seleção argentina foi justamente quando Maradona, como treinador, lhe transmitiu seu poder simbólico e sua autoridade. Messi custava a se acertar na equipe e havia até um certo desconforto entre os torcedores. Mas a parceria entre os dois pôde finalmente acontecer na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

“Prepare-se, Leo, você vai ser o capitão”, disse Maradona a Messi, então com 22 anos, antes do jogo com a Grécia, na fase de grupos. O jovem craque da cidade de Rosário ficou sem palavras, surpreso e sorridente. Messi estava feliz, mas preocupado. “E o que devo fazer ou dizer?”, perguntou ao experiente Juan Verón. “Vamos te ajudar”, respondeu ele.

O que não funcionava começou a funcionar. Desde o início, Maradona conseguiu fazer com que Messi se compenetrasse. O astro do Barcelona se entendeu com Higuaín, Tevez, Maxi Rodríguez, Di María... O time engrenou e venceu Nigéria (1 a 0), Coreia do Sul (4 a 1) e o México, nas oitavas de final (3 a 1). Mas, Maradona deixou o cargo após a dolorosa derrota para a Alemanha (4 a 0) nas quartas de final.

Messi não marcou nenhum gol naquela Copa da África do Sul, mas começou ali a se tornar o homem-chave da seleção argentina. No Mundial seguinte, em 2014, no Brasil, levou o time até a final e foi eleito o melhor jogador do torneio.

A pergunta sobre se Messi é melhor do que Maradona continua sendo feita. Pelé, certa vez, disse: “Para mim, Maradona foi um dos melhores jogadores que já existiram. Se foi melhor do que Messi? Foi muito melhor.”

Outra opinião importante é a do craque sueco Zlatan Ibrahimovic: “Maradona venceu o Mundial e para mim é o melhor da história. Mas Messi ganhou muito mais do que ele.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.