Miguel Toña/EFE
Miguel Toña/EFE

Messi perde pênalti, mas Suárez marca e Barcelona se vinga

Time derruba o Athletic de Bilbao na estreia do Espanhol por 1 a 0

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2015 | 16h25

Pela terceira vez em nove dias, Athletic Bilbao e Barcelona se enfrentaram neste domingo e, desta vez, quem se deu melhor foi o time da Catalunha. Pela rodada de estreia do Campeonato Espanhol, no Novo San Mamés, em Bilbao, o clube catalão levou a melhor e venceu por 1 a 0. Nas partidas anteriores, válidas pela Supercopa da Espanha, o time do País Basco foi campeão com uma goleada em casa por 4 a 0 e um empate por 1 a 1 no Nou Camp, em Barcelona.

Ainda sem o brasileiro Neymar, que voltou a treinar no último sábado após se recuperar de uma caxumba, o Barcelona mostrou mais força e disposição do que nos confrontos anteriores contra o Athletic Bilbao. A vitória veio graças ao atacante uruguaio Suárez, que acertou um lindo chute de primeira. O duelo foi marcado por muita reclamação com a arbitragem, lesões de jogadores importantes e um erro de Messi em uma cobrança de pênalti.

O começo da partida em Bilbao, talvez até por terem já se enfrentado duas vezes seguidas, foi muito truncado no meio de campo. Tanto que o que chamou a atenção nos primeiros 20 minutos foi a lesão muscular do lateral-direito brasileiro Daniel Alves.

Só depois dos 30 que o jogo melhorou e depois de o Barcelona não ter um pênalti marcado pela arbitragem em um toque de mão dentro da área de um zagueiro do Athletic Bilbao, o clube catalão foi beneficiado por um outro pênalti, desta vez marcado, em que Suárez cavou uma falta. No entanto, Messi cobrou no canto direito baixo e o goleiro Iraizoz defendeu.

Na segunda etapa, o jogo melhorou e o Barcelona marcou logo no início. Pela esquerda, Rakitic enfiou uma bola perfeita para o lateral Alba, que cruzou para a área e Suárez, de primeira e sem marcação alguma, marcou.

O ritmo do jogo não mudou até o final. O Athletic Bilbao tentava na base da disposição, sem muito jeito, e o Barcelona só administrou a posse de bola, sem nenhuma grande chance criada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.