Messi prevê jogos decisivos para Argentina ir à Copa

Líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2014, a Argentina precisa de duas vitórias para ficar próxima da vaga na competição. Pelo menos foi o que avaliou o atacante Lionel Messi. Para ele, resultados positivos diante da Venezuela, nesta sexta-feira, em Buenos Aires, e da Bolívia, na terça que vem, em La Paz, aproximarão a equipe da classificação, mesmo com seis jogos ainda a serem disputados.

AE, Agência Estado

21 de março de 2013 | 13h17

"Não sei se nos classificamos se ganharmos as duas partidas, mas vai ser importante e daremos um passo muito grande. Primeiro temos que pensar na Venezuela, já que ganhar em casa é importante, independente do rival", afirmou o melhor jogador do mundo em coletiva de imprensa, nesta quinta.

Sobre o duelo diante da Bolívia, o argentino foi menos enfático, talvez ainda lembrando da última vez que as equipes se encontraram em La Paz pelas Eliminatórias. Na disputa por uma vaga no Mundial de 2010, os bolivianos golearam a seleção comandada por Maradona por 6 a 1. "Podemos ganhar da Bolívia", limitou-se a dizer Messi.

O atacante do Barcelona garantiu foco total no duelo com os venezuelanos, mas não conseguiu fugir das perguntas sobre o rival seguinte. "Não queremos pensar agora na Bolívia, sabemos que amanhã (sexta) teremos uma partida complicadíssima. Mas também sabemos que da última vez que fomos a La Paz foi um golpe muito forte e queremos mudar essa imagem. Foi terrível."

Diante da Venezuela, Messi não terá a seu lado Di María, suspenso, e Agüero, lesionado. "São dois jogadores importantes, mas isso é a seleção argentina e há outros de sobra para substituir. E sei que farão com muita vontade", garantiu o jogador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArgentinaMessi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.