Fifa
Fifa

Messi, Cristiano Ronaldo e Van Dijk são os finalistas do prêmio de melhor do mundo da Fifa

Dois brasileiros estão na disputa como melhor goleiro: Alisson, do Liverpool, e Ederson, do Manchester City

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2019 | 08h37


A Fifa divulgou nesta segunda-feira os finalistas para o prêmio The Best, que coroa os melhores da temporada 2018/2019 no futebol mundial. Na festa que será realizada no próximo dia 23 em Milão, na Itália, os maiores protagonistas, que concorrem ao título de melhor jogador, serão o argentino Lionel Messi, do Barcelona, o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, ambos vencedores do troféu cinco vezes cada um, e o zagueiro holandês Virgil van Dijk, do Liverpool.

Os três finalistas são os mesmos indicados pela Uefa, que realizou a sua premiação dos melhores da temporada passada na última quinta-feira, em Montecarlo, no Principado de Mônaco, no evento que marcou o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Nela, o vitorioso foi Van Dijk, uma surpresa apesar de comandar o Liverpool ao título da principal competição de clubes do continente. Messi e Cristiano Ronaldo são os recordistas do prêmio, com cinco conquistas cada. Van Dijk buscará a primeira honraria da Fifa. O único zagueiro escolhido "o melhor jogador do mundo" foi o italiano Cannavaro, na temporada 2006. A Itália havia acabado de ganhar a Copa do Mundo na Alemanha.

O Brasil está representado na lista de finalistas ao prêmio de melhor goleiro. Alisson, do Liverpool, e Ederson, do Manchester City, que defendem também a seleção brasileira, disputam a honraria junto com o alemão Marc ter Stegen, do Barcelona. Tite, presente entre os 10 melhores técnicos, ficou fora da relação final. Os concorrentes são o espanhol Pep Guardiola, do Manchester City, o argentino Mauricio Pochettino, do Tottenham, e o alemão Jürgen Klopp, do Liverpool. Neymar não foi lembrado.

Um dos 10 finalistas ao Prêmio Puskás, de gol mais bonito da temporada, o atacante brasileiro Matheus Cunha, do RB Leipzig, ficou fora. Messi também concorre nesta premiação pelo toque de cobertura contra o Betis, em março, pelo Campeonato Espanhol. Seus adversários são o colombiano Quintero, pela cobrança de falta pelo River Plate diante do Racing, em fevereiro, no Campeonato Argentino, e o húngaro Dániel Zsóri, do Debrecen, autor de uma bicicleta contra o Ferencváros, no Campeonato Húngaro.

Fora do campo, o Brasil tem representante no Fifa Fan Award, dedicado aos torcedores. É Silvia Grecco, mãe do palmeirense Nickollas. Ela narra as partidas do time para o filho deficiente visual no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Ela concorre contra Justo Sánchez, uruguaio fã do Cerro que passou a acompanhar os jogos do rival Rampla Juniors em homenagem ao filho morto, e contra a torcida holandesa, pela festa no Mundial Feminino realizado na França.

No prêmio de melhor jogadora, na qual a brasileira Marta é recordista com seis conquistas, o desempenho no Mundial teve muita influência. A favorita norte-americana Megan Rapinoe disputa contra a compatriota Alex Morgan e a britânica Lucy Bronze. Entre as goleiras, as finalistas são a chilena Christiane Endler, a holandesa Sari Van Veenendaal e a sueca Hedvig Lindahl.

 

Na categoria de técnicos de equipes femininas, a favorita é Jill Ellis, bicampeã do Mundial com a seleção dos Estados Unidos. Ela disputa contra a holandesa Sarina Wiegman, do time nacional de seu país, e Phil Neville, comandante da Inglaterra.

CONFIRA A LISTA FINAL DOS INDICADOS

Melhor jogador

  • Cristiano Ronaldo (Portugal/Juventus)
  • Lionel Messi (Argentina/Barcelona)
  • Virgil van Dijk (Holanda/Liverpool)

Melhor jogadora

  • Lucy Bronze (Inglaterra/Olympique de Lyon)
  • Alex Morgan (EUA/Orlando Pride)
  • Megan Rapinoe (EUA/Reign FC)

Melhor treinador

  • Pep Guardiola (Espanha/Manchester City)
  • Jürgen Klopp (Alemania/Liverpool)
  • Mauricio Pochettino (Argentina/Tottenham)

Melhor treinadora

  • Jill Ellis (EUA/Seleçlão dos EUA)
  • Phil Neville (Inglaterra/Seleção da Inglaterra)
  • Sarina Wiegman (Holanda/Seleção da Holanda)

Melhor goleiro

  • Alisson Becker (Brasil/Liverpool)
  • Ederson (Brasil/Manchester City)
  • Marc-Andre Ter Stegen (Alemania/Barcelona)

Mwelhor goleira

  • Christiane Endler (Chile/Paris Saint-Germain)
  • Hedvig Lindahl (Suecia/Chelsea/VfL Wolfsburg)
  • Sari van Veenendaal (Holanda/Arsenal/Atlético de Madrid)

Gol mais bonito (Prêmio Puskás)

  • Lionel Messi (ARG): Real Betis contra FC Barcelona [LaLiga] (17/3/2019)
  • Juan Fernando Quintero (COL): River Plate contra Racing Club [Superliga Argentina] (10/2/2019)
  • Dániel Zsóri (HUN): Debrecen FC contra Ferencváros TC [Nemzeti Bajnoskág I] (16/2/2019)

Torcedor símbolo da Fifa

  • Silvia Grecco (mãe de brasileiro que narra jogo do Palmeiras para o filho com deficiência visual)
  • Torcida da Holanda (apoio ao time feminino na Copa do Mundo da França)
  • Justo Sánchez (pai de garoto uruguaio que não perde jogo do time do filho morto)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.