Manu Fernandez/ AP
Manu Fernandez/ AP

Messi rompe ligamento lateral do joelho e fica fora por dois meses

Meia do Barcelona joga 8 minutos antes de ser levado a uma clínica

O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2015 | 13h57

Lionel Messi desfalcará o Barcelona e a seleção argentina por até dois meses. Essa é a previsão dos médicos do clube espanhol após lesão do meia na partida deste sábado contra o Las Palmas. Messi se chocou com o zagueiro Pedro Bigas e levou a pior, torcendo o joelho esquerdo. As imagens não mostram, mas seu pé pode ter prendido no gramado na hora da torção.

Messi permaneceu em campo durante oito minutos apenas, e não viu a vitória do seu time por 2 a 1, com dois gols de Suárez - Neymar perdeu pênalti, mandando bola por cima do travessão. O brasileiro entrou em campo um dia depois de receber a notícia de que seu nome foi pego na malha fina da Receita Federal por sonegação de impostos, com determinação da Justiça do Brasil de bloqueio de R$ 188 milhões de suas contas.

Messi deixou o Camp Nou direto para uma clínica, Cruz Blanca, nas próximidades do estádio, para ser submetido a exames de imagens, que constataram lesão no ligamento lateral do joelho esquerdo. A boa notícia é que o ligamento cruzado não foi afetado. De acordo com comunicado dos médicos do Barcelona, Messi ficará fora de combate por até oito semanas. Tudo vai depender de sua recuperação. Ele deixou a clínica mancando, mas andando sem o auxílio de muletas. Não quis falar com a imprensa.

Dessa forma, o meia, que está prestes a ganhar mais uma vez o título de melhor jogador do mundo, em eleição na Fifa, desfalcará o Barcelona nos próximos jogos do Espanhol e, principalmente, na Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça-feira, o time da Catalunha fará sua primeira apresentação dentro de casa, recebe o Leverkusen pelo Grupo E. Na estreia do Barcelona na Liga, na Itália, a equipe apenas empatou com a Roma por 1 a 1. Sem Messi, Neymar assume o protagonismo do Barça. Ele e Suárez serão os responsáveis pelos gols do time.

Messi também desfalcará a seleção argentina nas primeiras partidas das Eliminatórias para a Copa da Rússia. Muito provavelmente ele também não estará em campo no terceiro jogo do torneio sul-americano, contra o Brasil, na volta de Neymar, que está suspenso nos dois primeiros jogos do time de Dunga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.