Messi volta a vomitar antes de entrar e marcar gol em vitória do Barça

Argentino sofre há alguns anos com o problema, tanto por clube quanto por seleção

O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2016 | 22h14

O argentino Lionel Messi voltou a sofrer com um problema crônico de sua carreira neste sábado. Ainda no banco de reservas do time catalão, antes de entrar em campo na goleada sobre o Deportivo La Coruña, pelo Campeonato Espanhol, o jogador foi flagrado vomitando no local.

Fora de ação nas últimas três semanas, graças a uma lesão na coxa direita, Messi entrou na partida aos 10 minutos do segundo tempo e provou que o ocorrido não afetou seu rendimento. Poucos minutos depois de entrar, ele marcou o quarto e último gol do Barça no jogo, fechando o placar em 4 a 0 para a equipe.

O histórico de vômitos do craque vem pelo menos desde 2011, em um clássico com o Real Madrid. Além de já ter passado mal algumas vezes com a camisa azul-grená, ele teve problemas defendendo a seleção argentina, chegando, inclusive, a vomitar durante a final da Copa do Mundo de 2014, quando a Argentina foi derrotada pela Alemanha.

Perguntado sobre o problema ainda no início de 2014, Messi chegou a afirmar que às vezes passava mal na própria casa. No mesmo ano, seu pai, Jorge Messi, falou sobre o distúrbio. "Já faz anos que ele tem isso [vômitos]. Foram feitos todos os exames necessários com grandes profissionais de Barcelona. Todos os médicos dizem que não há com o que se preocupar. Isso não acontece só com ele. Grandes atletas de outras modalidades também passam por isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.