Meta de Mano para os últimos 2 jogos: 100% de aproveitamento

Técnico acredita que o Corinthians só conseguirá a classificação no Paulistão se vencer Marília e Noroeste

Redação,

27 de março de 2008 | 12h40

O técnico Mano Menezes já traçou a meta do Corinthians para os dois últimos jogos no Campeonato Paulista, contra Marília e Noroeste: 100% de aproveitamento. O treinador acredita que só com duas vitórias o clube conseguirá a classificação para a fase semifinal.   Veja também:  Mano Menezes e Mário Gobbi detonam a arbitragem do clássico  Escute os gols do clássico entre Santos e Corinthians   Com a derrota no clássico para o Santos, o Corinthians, com 30 pontos, pode deixar o grupo dos quatro melhores do Paulistão. Na noite desta quinta-feira, o São Paulo enfrenta o fraco time do Sertãozinho, no Estádio do Morumbi, e chegará a 32 pontos se conseguir a vitória.   "O campeonato está muito embolado. Precisamos ganhar os dois jogos para nos classificarmos", explica Mano Menezes. "Nosso grupo é experiente e conta com jogadores acostumados a decisões. Acredito que não teremos problemas com a pressão no jogo contra o Marília."   Se não terá problemas com a pressão, Mano terá dificuldades para armar o time. O zagueiro Chicão e o meia Lulinha receberam o terceiro cartão amarelo no clássico e não poderão enfrentar o Marília, neste domingo. Dentinho, com uma pancada no tornozelo, também pode ficar de fora.   Além disso, o time entrará em campo contra o Marília com cinco jogadores pendurados com dois cartões amarelos: Felipe, William, Carlos Alberto, Bóvio e Heverton.   PROGRAMAÇÃO O Corinthians faz na tarde desta quinta-feira trabalho de recuperação muscular com os jogadores. Nas manhãs de sexta e sábado, Mano Menezes comanda treino com bola no Parque São Jorge. Depois, o grupo se concentra para o jogo de domingo contra o Marília.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansMano MenezesPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.