MetLife Stadium, um palco especial para Neymar na seleção

O local em Nova Jersey já é uma atração à parte e traz boas recordações para o capitão da seleção brasileira

GONÇALO JUNIOR, ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S. Paulo

09 Setembro 2014 | 07h00

Sob o céu nublado de Nova Jersey, a construção arredondada e gigantesca é atração obrigatória para quem passa pela rodovia Periférica que cruza a tranquila East Rutherford. À noite, a iluminação dá um charme único para o estádio que é um dos orgulhos da região. Independentemente do futebol que Brasil e Equador apresentarem no amistoso desta terça-feira, o MetLife Stadium já é uma atração à parte e traz boas recordações para Neymar, capitão da seleção brasileira.

Foi nesta arena, quatro anos atrás, que ele marcou seu primeiro gol com a camisa do time principal. Abriu a vitória de 2 a 0 sobre os Estados Unidos, em 2010. "Nunca vou me esquecer daquele gol. Foi uma jogada do André Santos em que eu escorei de cabeça. Quase dentro do gol", recorda-se o capitão da seleção brasileira. Dois anos antes, em 2008, ele havia participado da inauguração do próprio estádio em um jogo amistoso contra o Santos. "Tenho recordações muito boas desse estádio e dos Estados Unidos", afirma.

A cada jogo, o estádio é completamente remodelado, com troca manual de 1100 itens em um processo que demora mais de dois dias. Com 82.500 lugares, o MetLife foi a sede da última edição do SuperBowl, o maior evento esportivo dos Estados Unidos e o de maior audiência no mundo com 111 milhões de espectadores. É o único estádio que abria dois times da NFL: os rivais New York Jets e o New York Giants. Por isso, suas cores são neutras e os assentos, por exemplo, têm tons cinza. Os números são grandiosos. São mais 2100 televisores de alta definição e quatro telões de 36 metros de comprimento por metros de altura.

É nesse importante palco - para os Estados Unidos e para a sua própria carreira - que Neymar espera liderar a seleção brasileira contra o Equador. "Estamos melhorando. Ainda é começo de trabalho, mas uma nova vitória vai trazer mais confiança para essa nova fase da seleção", diz Neymar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.