HENRIQUE BARRETO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/PAGOS
HENRIQUE BARRETO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/PAGOS

Depredação no Metrô por palmeirenses atrasa circulação de trens nesta segunda

Vandalismo na estação Barra Funda danificou cinco vagões, lixeiras, extintores, porta de hidrante, câmera de vídeo e máquinas placas de recarga de Bilhete Único

O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2018 | 10h16

A Companhia do Metrô de São Paulo fez uma avaliação geral dos danos causados por torcedores palmeirenses após a final do Campeonato Paulista neste domingo (08/04). Segundo a empresa, foram cinco trens depredados, além de vandalismos ocorridos também na estação Barra Funda. A maior causa da revolta dos torcedores foi com o árbitro do jogo voltando atrás na marcação de um pênalti após oito minutos.

+ Árbitro explica pênalti anulado e FPF aprova atuação da arbitragem

+ Decisão leva Palmeiras a quebrar recorde de público na arena

Graças ao vandalismo, a circulação de trens foi afetada até esta manhã. A linha 3-vermelha, a maior do sistema em número de passageiros, funcionou com duas composições a menos até 6h 44, mas a circulação já voltou ao normal, segundo o Metrô. Na noite do domingo, a estação Barra Funda ficou fechada para embarque entre 19h 25 e as 20h 05.

Segundo a companhia, a depredação na estação danificou lixeiras, extintores, porta de hidrante, câmera de vídeo, máquinas placas de recarga de Bilhete Único e aparelho de telefone na plataforma. Três trens danificados ainda aguardam perícia.

Além do vandalismo no metrô, palmeirenses revoltados com o resultado da partida, em que o Palmeiras foi derrotado pelo Corinthians por 1 a 0 e perdeu nos pênaltis, também promoveram quebra-quebra na sede da Federação Paulista de Futebol, que fica próxima ao Allianz Parque, e alguns tentaram invadir o gramado, sendo contidos pelos policiais presentes na arena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.