Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

'Meu projeto de carreira é o Palmeiras', avisa Gabriel Jesus

Jovem não quer ir para o futebol europeu na primeira oportunidade

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

30 Agosto 2015 | 19h18

Herói mais uma vez no Palmeiras, ao marcar dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Joinville, o jovem Gabriel Jesus já se tornou ídolo da torcida e garante que não pensa em fazer como tantos outros garotos do Brasil e mudar para o futebol europeu na primeira chance que aparecer. "Meu projeto de carreira é o Palmeiras. Penso só nisso", afirma.

Com contrato até o final de 2019, ele contrasta também com seu jeito fora de campo. Em vez de usar brincos e colares de ouro, ou grandes relógios, ele tem uma postura simples e humilde. "Ninguém sabe como sou fora do campo porque sou discreto. Gosto de ficar em casa, com a família e amigos. Não sou de sair para a balada", avisa.

Formado nas categorias de base do Palmeiras, o rapaz desponta como fenômeno, até porque a torcida vibra mais com seu nome do que com o de qualquer outro jogador do elenco. Com dois gols na quarta-feira, contra o Cruzeiro, e mais dois neste domingo, ele quer mais. "Não me contento com pouco, sei que preciso ter uma regularidade", diz.

Ele foi substituído no segundo tempo da partida contra o Joinville e causou preocupação por sair machucado, mas fez questão de garantir que não foi nada sério. "Tive cãibra e não conseguia ficar em pé. Eu me cuido, treino muito forte, mas no jogo o desgaste é diferente. Está tudo bem", explica.

Apesar de ter sido o melhor em campo nas duas últimas partidas do Palmeiras, Gabriel divide os méritos e garante que a fama não vai subir à cabeça. "Sou novo, tenho de trabalhar muito ainda. Para mim, que fizer o gol e ajudar a equipe será bom. Estou em campo para ajudar e o mais importante é o Palmeiras vencer", conclui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.