Mexicanos treinam de leve e comemoram Dia dos Pais

O domingo dos mexicanos foi uma mistura de trabalho leve e encontro familiar. O técnico Ricardo Lavolpe não exigiu muito de seus jogadores e orientou apenas um pequeno treino pela manhã e, depois, folga para todos comemorarem o Dia dos Pais. Apesar de ter perdido o pai recentemente o goleiro Oswaldo Sanchez também participou dos trabalhos. ?Um dia difícil, porque meu pai não está comigo. Mas está com Deus e feliz por eu estar no Mundial?, disse o camisa 1. Felipe Sanchez morreu vítima de um enfarte, no dia 7 de junho, em Guadalajara. ?Lembro de meu pai todos os dias, não apenas no Dia dos Pais.?O México tem um jogo decisivo contra Portugal, na próxima quarta-feira, que vale a classificação para as oitavas-de-final e também o primeiro lugar do Grupo D.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.