Yuri Kadobnov/AFP
Yuri Kadobnov/AFP

México chega à Rússia e ainda tenta minimizar repercussão de festa polêmica

Seleção mexicana desembarca na sede da Copa dias após festa com garotas de programa na Cidade do México

Estadão Conteúdo

11 Junho 2018 | 18h42

O México desembarcou na Rússia nesta segunda-feira em meio à polêmica festa que os jogadores realizaram no último dia 2, na Cidade do México, regada a bebidas alcoólicas e garotas de programa. Na chegada à sede da Copa do Mundo, na capital Moscou, os atletas ainda deram explicações, passada mais de uma semana do ocorrido.

+ Osorio defende jogadores do México que participaram de festa polêmica

+ México tem coaching motivacional por avanço às quartas pela 1ª vez como visitante

O meia Andrés Guardado, um dos mais experientes do elenco, disse que o episódio está superado. "A verdade é que o grupo desde o início esteve muito unido a esse respeito. Sabemos o que é a realidade, que havia acontecido, e que em nenhum momento prejudicou o que estava sendo feito dentro do campo", destacou o jogador do Betis, da Espanha.

"Ficamos ainda mais fortalecidos, mesmo que muitas coisas tenham acontecido. Tentaram dividir o grupo e aconteceu o contrário, nos fizeram juntar mais no que realmente importa, que é o futebol", completou Andrés Guardado.

O veterano, que vai para a sua quarta Copa do Mundo, avaliou que a equipe chega "muito bem" à Rússia. "Já queríamos estar aqui, para sentir a atmosfera do Mundial, a recepção. É uma semana em que todos estamos ansiosos pela Copa do Mundo e vamos nos concentrar totalmente no que é certo para nós, que é o futebol e espero que possamos fazer bom início".

 

Andrés Guardado está recuperado de lesão, mas ainda tenta retomar a condição física ideal. O zagueiro Héctor Moreno passa pelo mesmo processo. Já o também defensor Diego Reyes tem de ser melhor avaliado pelos médicos mexicanos.

O técnico colombiano Juan Carlos Osorio falou sobre os problemas da equipe e a expectativa para a disputa da Copa do Mundo, em que o desafio é passar para as quartas de final, já que nos últimos seis Mundiais caiu nas oitavas.

"Estamos muito felizes de estar aqui, já que todas as seleções têm seus problemas. Mas, no final de tudo, o importante é resolvê-los, se levantar. Estamos indo bem, a preparação tem sido muito boa, todos os jogos nos ensinaram coisas diferentes e agora temos um grupo bem definido para enfrentar esses jogos. Esperamos fazer uma boa Copa do Mundo", frisou Juan Carlos Orosio. "Vamos começar a trabalhar esta semana para tentar chegar, não só a esse quinto jogo, mas além", completou Andrés Guardado.

No jogo de estreia, o México encarará a atual campeã mundial Alemanha, neste domingo, às 12 horas (de Brasília), em Moscou. "É uma oportunidade extraordinária para o futebol mexicano. Analisamos muito bem para a Alemanha, sem dúvida eles são os favoritos, é uma grande equipe. Mas vamos estar prontos e preparados para ter um bom desempenho e fazer um bom jogo", concluiu o treinador.

Depois dos alemães, o México encara a Coreia do Sul, no dia 23, e em seguida a Suécia, no dia 27. A preparação será feita no Centro de Treinamento do Dínamo de Moscou, na capital russa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.