Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

México leva multa por gritos homofóbicos de torcedores contra a Alemanha

Fifa pune federação mexicana após estreia do país na Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

20 Junho 2018 | 18h50

O Comitê Disciplinar da Fifa anunciou nesta quarta-feira, por meio de um comunicado, que aplicou uma multa de 10 mil francos suíços (cerca de R$ 37 mil) à Federação Mexicana de Futebol (FMF) por causa de má conduta de parte dos torcedores da seleção do país durante o jogo de estreia na Copa do Mundo da Rússia, no último domingo, contra a Alemanha, em Moscou.

+ Mexicanos 'esquecem' vitória sobre Alemanha e miram Coreia por 1º lugar no grupo

+ Jogadores do México saem em defesa de Osorio após vitória: 'Ele é um gênio'

No confronto realizado no estádio Luzhniki, onde o México surpreendeu os atuais campeões mundiais com uma vitória por 1 a 0, seguidores do time nacional entoaram cantos homofóbicos contra jogadores alemães no primeiro tempo do jogo.

Ao justificar a punição, a entidade máxima do futebol disse que tomou a decisão depois de fazer uma "avaliação minuciosa" do ocorrido, assim como levou em conta "precedentes" da Federação Mexicana de Futebol e as "evidências fornecidas, que incluíram vídeos dos incidentes, bem como exemplos de certas ações sustentáveis tomadas pela FMF para conscientizar seus torcedores".

A Fifa ainda revelou que deu uma advertência aos dirigentes mexicanos, informando que poderão ser aplicadas "sanções adicionais em caso de infrações repetidas deste tipo".

 

Na última quarta-feira, a FMF utilizou as suas redes sociais para pedir aos seus torcedores que parem de entoar gritos homofóbicos na continuidade do Mundial, sendo que a entidade tem tentado sem sucesso acabar com essa mania da torcida, que vem causando prejuízo financeiro ao futebol do país.

Apesar de terem reforçado essa solicitação antes da estreia do México na Copa, boa parte dos mexicanos que estavam no estádio Luzhniki no último domingo gritaram "bicha" cada vez que o goleiro Manuel Neuer ia bater um tiro de meta.

SÉRVIA

Além do México, outra seleção que recebeu uma punição nesta quarta-feira foi a Sérvia, cuja federação do país também recebeu uma multa de 10 mil francos suíços por causa de comportamento inadequado de parte de seus torcedores.

Neste caso, os sérvios motivaram a sanção pelo fato de terem desfraldado uma bandeira de caráter considerado ofensivo e político durante a partida na qual a seleção do país derrotou a Costa Rica por 1 a 0, também no último domingo, em Samara, na abertura do Grupo E da Copa do Mundo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.