México prende suspeito de atirar em paraguaio Cabañas

A polícia mexicana prendeu nesta terça-feira um suposto traficante de drogas por tentar assassinar o jogador de futebol paraguaio Salvador Cabañas no ano passado com um tiro que pôs fim à promissora carreira do atacante.

REUTERS

19 de janeiro de 2011 | 08h41

Cabañas levou um tiro na cabeça em janeiro passado em um bar na Cidade do México, aparentemente depois de uma discussão sobre seu desempenho no clube América do México. Ele sobreviveu ao ataque, mas ainda tem a bala alojada no cérebro.

José Jorge "JJ" Balderas foi detido em um bairro na Cidade do México, junto com seis outras pessoas pela unidade de combate às drogas do país, disse o policial federal Ramón Pequeño.

Balderas foi detido com posse de fortes rifles de assalto e drogas ilegais, disse Pequeno.

Balderas supostamente traficava cocaína para o traficante Edgar Valdez, conhecido como "La Barbie", que foi capturado no começo deste ano.

Valdez disse à polícia que havia ajudado Balderas a se esconder depois do incidente com Cabañas. A perseguição por Balderas se estendeu à Colômbia.

Cabañas não pôde ir à Copa do Mundo na África do Sul com a seleção paraguaia em junho passado, depois de liderar a seleção nas eliminatórias.

Depois de passar algum tempo no hospital da Cidade do México e em uma clínica de Buenos Aires, Cabañas voltou para casa no Paraguai. Ele está processando seu ex-clube pelos custos de reabilitação.

(Reportagem de Armando Tovar e Michael O'Boyle)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCABANASPRENDEM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.