Divulgação
Divulgação

Michael, do Flu, faz acordo em julgamento suspenso até agosto

Atacante fez acordo na Corte Arbitral do Esporte, no Rio

O Estado de S.Paulo

16 Março 2015 | 18h21

O Fluminense anunciou, por meio de nota em seu site oficial, que o atacante Michael, punido por doping em 2013, ficará suspenso até agosto após ter o seu caso analisado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), em sessão realizada no Rio, nesta segunda-feira. Exame constatou o uso de cocaína por parte do atleta no Campeonato Carioca daquele ano.

O clube confirmou que houve acordo entre as partes no julgamento, depois de o jogador ter sido punido inicialmente com 16 meses de suspensão, com possível redução para oito meses caso ele se submetesse a exames periódicos e palestrasse sobre o tema para atletas da base tricolor. A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), porém, recorreu da decisão e provocou o julgamento feito pela CAS, o máximo tribunal esportivo mundial.

Ao anunciar o veredicto da CAS, o Fluminense exibiu satisfação com o acordo, lembrando que a "pena-base exigida pela Wada em casos similares" é de dois anos de suspensão. Desta forma, Michael ficará suspenso até 31 de agosto e cumprirá cerca de 13 meses de pena, estando apto novamente a atuar a partir do dia 1º de setembro deste ano.

"Na sessão, o Painel da Corte, por meio de um acordo, aceitou diminuir do tempo previsto para o caso, de dois anos de suspensão, o período de quatro meses da pena que o jogador cumpriu após julgamento no Brasil, somado ao tempo de suspensão preventiva que havia assumido por conta própria antes de o julgamento ocorrer. Além disso, também foi considerado o tempo que a Fifa e a Wada levaram para marcar o julgamento após a solicitação da cópia integral do processo do jogador no Brasil ter sido enviada e traduzida pela CBF", informou o Fluminense, por meio de comunicado divulgado nesta segunda-feira.

No fim deste comunicado, o clube também ressaltou que Michael "segue no Fluminense integrando nosso quadro de atletas, treinando normalmente, o que também foi possível mediante acordo, e em setembro estará de volta durante o Campeonato Brasileiro".

Mais conteúdo sobre:
futebol Fluminense doping CAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.