Yorgos karahalis/ AP
Yorgos karahalis/ AP

De saída do Milan, Michael Essien acerta com o Panathinaikos

'Sou vencedor e vim à Grécia para ganhar mais títulos', diz volante

Estadão Conteúdo

02 Junho 2015 | 20h08

Depois de uma década jogando em alguns dos maiores clubes do planeta, Michael Essien surpreendeu ao assinar contrato com o Panathinaikos, do combalido futebol grego. O jogador ganês estava sem contrato depois de encerrar a temporada com o Milan e assinou acordo de dois anos com a equipe alviverde de Atenas.

"Estou muito feliz de estar aqui e muito animado por começar uma nova carreira no Panathinaikos. Eu sou um vencedor e vim para a Grécia para ganhar mais títulos. Vou fazer o que estiver ao meu alcance pelo meu time", disse o jogador de 32 anos, recebido por cerca de 800 torcedores no Aeroporto de Atenas.

Essien começou a aparecer no cenário internacional pelo Lyon, depois de ser revelado pelo Bastia, também da França. O volante chegou ao Chelsea em 2005 e passou nove anos em Londres. Jogou pelo Real Madrid na temporada 2012/2013, voltou ao Chelsea, e depois amargou um ano e meio como reserva do Milan.

Com a contratação do ganês, o Panathinaikos fazer frente ao Olympiakos, seu arquirrival, que tem dominado o futebol grego. A equipe alvirrubra ganhou 17 das últimas 19 edições do Campeonato Grego, com direito ao pentacampeonato deste ano, em elenco que tinha Mitroglou, Felipe Santana e Afellay, todos por empréstimo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.