Sarah Meyssonnier/ Reuters
Sarah Meyssonnier/ Reuters

Michael Jordan lucra R$ 37 milhões com chegada de Messi ao Paris Saint-Germain; entenda

Na primeira semana com craque argentino na equipe, clube parisiense arrecadou R$ 744,6 milhões com venda de camisas

Redação, Estadão Conteúdo

17 de agosto de 2021 | 09h36

Michael Jordan tem um histórico de sucesso não apenas dentro das quadras, mas também com a marca esportiva e de calçados Air Jordan. Ela atualmente tem um acordo com a Nike para ser a fornecedora de material esportivo para o Paris Saint-Germain, que na última semana anunciou a contratação do craque argentino Lionel Messi.

A chegada do craque não foi apenas comemorada pelos torcedores do PSG. O ídolo do basquete norte-americano lucrou nada menos que 6 milhões de euros (equivalentes a R$ 37 milhões na cotação atual) apenas na última semana. O craque argentino foi apresentado na quarta-feira, quando falou com a imprensa. No sábado, foi ovacionado pela torcida do Paris Saint-Germain antes do jogo com o Strasbourg.

O lucro de Michael Jordan com a ida do craque argentino para a equipe parisiense se dá porque o acordo entre a Air Jordan e a Nike prevê o pagamento de 5% do valor de cada camisa vendida dos jogadores do Paris Saint-Germain diretamente para os cofres da empresa do ex-jogador de basquete.

Dessa forma, dos 120 milhões de euros (R$ 744,6 milhões) arrecadados pelo Paris Saint-Germain com as vendas da camisa de Messi na semana passada, 6 milhões foram diretamente para a Air Jordan. O anúncio do argentino pelo time francês levou a uma corrida dos torcedores por itens relacionados ao craque. Camisas estampadas com o número 30 foram esgotadas rapidamente e precisaram ser repostas. O Barcelona pode perder de 20 a 30 milhões de euros com o fim das vendas de camisas com o nome de Messi.

Esse lucro com a chegada do argentino ao Paris Saint-Germain ainda ajuda a "mudar os ventos" para Michael Jordan, que nos últimos anos viu a sua fortuna cair de 2,1 bilhão de euros (R$ 13 bilhões) para 1,6 bilhão (R$ 9,93 bilhões), de acordo com a revista americana Forbes.

Messi pode fazer sua estreia com a camisa do PSG no dia 29 de agosto, quando o clube da capital visita o Reims, pela quarta rodada do Campeonato Francês. Até lá, o argentino seguirá no plano de recondicionamento físico, uma vez que está desde o início de julho sem jogar. Sua última atuação foi na final da Copa América com a seleção argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.