Rubens Chiri|Divulgação
Rubens Chiri|Divulgação

Michel Bastos diz que comunicação é mais fácil com Ricardo Gomes

Meia compara estilo dos dois treinadores e espera por rápida adaptação do novo comandante

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

19 Agosto 2016 | 17h45

Pelo menos em um aspecto, o técnico Ricardo Gomes parece ganhar pontos em comparação ao seu antecessor, Edgardo Bauza no São Paulo: a comunicação. Michel Bastos admitiu nesta sexta-feira que a conversa com o novo treinador é muito mais fácil em comparação ao atual técnico da seleção argentina.

"Pelo lado da comunicação, é muito melhor. Cada treinador tem seu modo de trabalho e de ser. O Bauza era mais fechado, mas a gente respeitava. A gente até tinha uma abertura de se expressar, mas o Ricardo é mais aberto. Ele já conversou com vários jogadores e isso é muito bom, pois ele deixa você expor o que acha mais importante. Antes, como alguns não falavam espanhol, complicava ainda mais o fato do Bauza ser fechado", disse o meia são-paulino.

O jogador ainda classificou como excelente os primeiros dias do novo treinador no comando do clube. "O grupo acatou a filosofia de trabalhar dele. Nos dez anos que fiquei na Europa, tinha treino até em dia de jogo. Ele trabalhou lá e traz isso em sua filosofia. É bom e o grupo, eu senti, gostou bastante disso. Espero que a gente possa levar isso para os jogos", analisou.

O temor, entretanto, é que o time tenha dificuldades para conseguir se adaptar ao estilo do treinador. "Já tive experiências em que a equipe demora a se adaptar ao modo de trabalhar de um treinador, mas espero que essa troca não seja nenhum problema."

Ricardo Gomes estreia no comando do São Paulo na partida contra o Internacional, domingo, às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Sãa Paulo FC Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.