Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Michel torce tornozelo e vira preocupação para estreia do Grêmio na Libertadores

Volante pode ficar fora da partida contra o Rosario Central, na Argentina

Redação, Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2019 | 19h37

Ainda sem enfrentar maiores problemas por lesões no Grêmio, algo recorrente nas últimas duas temporadas, o técnico Renato Gaúcho ganhou sua primeira grande preocupação do ano nesta quinta-feira. O volante Michel sofreu uma torção no tornozelo direito no treino e virou preocupação para a estreia da equipe gaúcha na Copa Libertadores.

Michel deixou o treino mais cedo, no CT Luiz Carvalho, após uma disputa de bola numa atividade realizada em campo reduzido. Após cair no gramado, só levantou, mancando, para deixar o treino e ser avaliado pelo departamento médico. De acordo com o Grêmio, informações sobre as condições físicas do jogador só serão divulgadas nesta sexta.

O Grêmio não entrará em campo no fim de semana, mas na quarta terá o seu primeiro grande desafio na temporada, diante do Rosario Central, na Argentina, pela fase de grupos da Libertadores. Pelo Gauchão, a equipe volta a campo no dia 9 para receber o São José em sua Arena, pela 9ª rodada.

Curiosamente, Michel machucou o mesmo tornozelo lesionado em setembro do ano passado. Se não puder contar com o jogador, Renato Gaúcho terá dificuldades para encontrar um substituto pois há poucas opções no elenco gremista que atuam na mesma posição e com o mesmo nível de performance do volante titular.

A lesão de Michel é o primeiro grande problema físico que o time gaúcho enfrenta nesta temporada. Até então, o treinador poderia contar praticamente com todo o elenco para a estreia na Libertadores. Machucados até há pouco tempo, Léo Moura e Alisson estão em fase final de recuperação.

EVERTON NA SELEÇÃO

Michel não foi a única preocupação de Renato Gaúcho nesta quinta. O atacante Everton foi convocado para os dois amistosos da seleção brasileira em março, nos dias 23 e 26, contra Panamá e República Checa. A boa notícia para o jogador vai virar uma preocupação para o treinador porque as datas vão coincidir com as quartas de final do Estadual, marcadas para os dias 24 e 27.

Mesmo assim, Everton não deixou de comemorar a convocação de Tite. "Sabemos que a seleção está bem servida de atacantes e ser lembrado é algo muito bom", comentou nesta quinta, ao fim do treino. "Espero estar cravando um espaço na seleção. Primeiro tenho de conseguir um espaço dentro do grupo que o professor tenha os convocados. Sei da minha qualidade e espero conseguir meu espaço", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Grêmiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.