Divulgação
Divulgação

Milan abafa polêmica sobre racismo exibindo foto de vice com Balotelli

Irmão de Silvio Berlusconi usou expressão considerada racista para se referir ao jogador

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2013 | 10h25

MILÃO - Depois de ver o vice-presidente do Milan, Paolo Berlusconi, ter virado o centro de uma polêmica nesta semana, na qual foi acusado de usar uma expressão racista ao se referir a Mario Balotelli, novo reforço de peso do time, o clube de Milão divulgou uma foto em seu site oficial que serviu para abafar as críticas em relação ao dirigente. Na imagem, o atacante aparece cumprimentando o cartola e ambos estão sorrindo em um campo de treinamento da equipe.

Irmão de Silvio Berlusconi, dono do Milan e ex-primeiro ministro da Itália, Paolo foi flagrado dando uma declaração de tom considerado preconceituoso em relação a Balotelli, que acaba de trocar o Manchester City pelo clube italiano. "Todos queremos ver o negrinho da família jogar", disse o vice-presidente, durante uma conversa com colegas no qual os convidou para jogo de estreia do atacante pela equipe, no último domingo, diante da Udinese.

O vídeo, publicado pelo site do jornal italiano "La Repubblica", foi reproduzido por vários outros veículos de imprensa da Itália na última quarta-feira e gerou muitas críticas no país. O deslize fez a mídia local lembrar que um jogador do próprio Milan, Kevin-Prince Boateng, foi vítima de insultos racistas em um amistoso diante do Pro Patria, da quarta divisão do futebol italiano, no início deste ano, quando o meia ganês, revoltado, chutou a bola em direção aos torcedores e abandonou o campo ao lado dos seus companheiros de clube.

Aquela decisão dos atletas acabou sendo defendida por Silvio Berlusconi na ocasião. E, também vítima de atos racistas em outros momentos de sua carreira, Balotelli, que é negro e filho de pais ganeses, estreou no Milan marcando os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre a Udinese, pelo Campeonato Italiano.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolMilanBalotelliracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.