Arquivo/AE
Arquivo/AE

Milan admite possível saída de Ronaldinho Gaúcho

Brasileiro foi deixado no banco de reservas por Massimiliano Allegri nos últimos seis jogos

AE-AP, Agência Estado

03 de dezembro de 2010 | 15h25

O treinador Massimiliano Allegri foi enfático em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira: se estiver insatisfeito no Milan, as portas estão abertas para que Ronaldinho Gaúcho vá jogar por outro clube.

Ronaldinho ficou no banco de reservas nos últimos seis jogos e, em alguns, nem sequer foi utilizado por Allegri. Com o brasileiro relegado ao segundo plano, mesmo depois de voltar a defender a seleção brasileira, aumentaram as especulações de que ele poderia deixar o futebol italiano. Um dos interessados seria o Los Angeles Galaxy, que teria oferecido US$ 40 milhões (cerca de R$ 67 milhões) por quatro anos de contrato.

"Acredito que, no Milan, devam permanecer jogadores que tenham vontade de estar aqui, porque se você fica num lugar contra a sua vontade ou a da diretoria, os resultados que se obtém não são satisfatórios", disse o treinador do Milan. "Os resultados se obtêm, além das qualidades técnicas, por conta da motivação que um jogador possui".

Ao término da última temporada, o Los Angeles Galaxy já havia manifestado interesse no brasileiro, assim como Palmeiras e Flamengo. Ronaldinho, no entanto, vinha de uma boa sequência e o Milan se recusou a negociá-lo a princípio, em cenário que foi mudando aos poucos após a chegada de Allegri.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMilanRonaldinho Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.