Arquivo/AE
Arquivo/AE

Milan afirma que Kaká ficou em 'nossos corações'

Segundo o presidente do clube, Silvio Berlusconi, seria importante contar novamente com o meia brasileiro, porém sua chegada dependerá dos valores envolvidos

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 10h49

MILÃO - O presidente do Milan, Silvio Berlusconi, exaltou nesta terça-feira, 31, o jogador Kaká e afirmou que gostaria de contar com o meia em seu elenco. Segundo o dirigente, o brasileiro ficou em "nossos corações". Ele ponderou, entretanto, que sua chegada dependerá dos valores envolvidos.

Kaká chegou a ser confirmado na lista de 25 jogadores relacionados por José Mourinho para a excursão do Real Madrid nos Estados Unidos durante a sua pré-temporada. A situação do meia, entretanto, ainda é incerta. O Milan segue em busca de sua contratação e o treinador do time espanhol já avisou que contará com ele apenas para ser um "reserva de luxo".

"Kaká ficou em nossos corações pelo homem e pelo jogador que é", assegurou Berlusconi, na expectativa pelo desfecho da contratação. "Não se fecha uma porta dessas, mas dependerá da situação".

Contratado do Milan por 65 milhões de euros, em 2009, Kaká ainda não conseguiu convencer com a camisa do Real Madrid e se tornou coadjuvante no time espanhol.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMilanKaká

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.