Milan agora fala também em Jardel

O Milan está atirando para todo lado, na fase de pré-mercado para a temporada de 2001-2002. O milionário Silvio Berlusconi, presidente do clube italiano, admitiu na segunda-feira intenção de investir pesado na reformulação da equipe e vai em busca de reforços fora do país. Um dos alvos é Jardel, centroavante do Galatasaray, da Turquia.Berlusconi está preocupado com a queda de prestígio internacional do Milan. O time está fora da briga pelo título continental, fracassou na Copa Itália e não tem chance de alcançar os primeiros lugar no atual campeonato da Primeira Divisão. Como conseqüência, houve a demissão do técnico Alberto Zaccheroni e a aceleração dos planos de mudança no elenco.O presidente do clube - e candidato ao cargo de primeiro-ministro da Itália - afirmou no programa "Il processo del lunedi" que as contratações serão feitas "no momento adequado". Os nomes preferidos do dirigente e político são os do argentino Veron (Lazio), do brasileiro Jardel (por quem gastaria US$ 15 milhões), do português Rui Costa (a Fiorentina diz que não vende), do inglês David Beckham (Manchester United), do austríaco Markus Schopp (Sturm Graz). Além, claro, de Rivaldo, que o Barcelona também jura que não libera.Berlusconi adiantou aos torcedores que, mesmo se vencer as eleições para o Parlamento, em maio, não abandona o comando do Milan. "Faz parte de minha vida", avisou o cartola, que comprou o Milan em meados dos anos 80 e que o levou a recuperar posição de destaque, na Itália e no futebol internacional, com a conquista de vários títulos nacionais e europeus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.