Milan ainda não pensa na renovação de Ronaldo

O vice-presidente do clube, Adriano Galliani, diz que precisa ver Ronaldo em campo

Ansa

22 de fevereiro de 2008 | 16h33

Nesta sexta-feira, logo após sair do hospital parisiense de Pitié-Salpêtrière, onde Ronaldo foi operado há uma semana após romper o tendão patelar do joelho direito, o atacante brasileiro recebeu apoio total da direção do Milan, que, contudo, ainda não pensa em discutir sobre renovação de contrato.Veja também: Ronaldo quer, mas não garante que voltará a jogar A trajetória de Ronaldo, da infância aos títulos e lesões Vote: Ronaldo conseguirá superar mais uma contusão em sua carreira? Bate-pronto: É preciso respeitar o ídolo brasileiro"Não sou médico, mas, como torcedor antes mesmo de como administrador do Milan, quero muito vê-lo em campo", disse o vice-presidente do clube italiano, Adriano Galliani.Sobre o futuro de Ronaldo no Milan, ainda há tempo: "Nós gostamos muito de Ronaldo e estaremos próximos a ele com todo apoio, mas agora vamos deixar que ele se recupere. Teremos ocasião para falar disso mais tarde", explicou Galliani.Quando indagado se o Milan agiria como na situação do atacante Inzaghi, 31 anos, que teve seu contrato prolongado de 2008 até 2009, no mesmo período em que operou o tornozelo, o dirigente milanista desconversou: "Vamos falar sobre isso, ainda temos tempo".Os médicos do brasileiro estimam que seu período de recuperação será aproximadamente nove meses, e hoje, o próprio Ronaldo afirmou que quer voltar a jogar, mas não sabe estará fisicamente em condições, mesmo que psicologicamente já esteja se preparando, pelo menos para o longo tratamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.