Divulgação/AC Milan
Divulgação/AC Milan

Milan anuncia acerto com o zagueiro Bocchetti

Defensor de 28 anos revelado pelo pequeno Ascoli foi cedido até o final da temporada europeia pelo Spartak Moscou

Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2015 | 17h13

O Milan segue buscando alternativas para sair da crise que atravessa, e reforçar o elenco parece ser uma das prioridades da diretoria. Nesta quarta-feira, o clube anunciou a contratação por empréstimo do zagueiro Salvatore Bocchetti, de 28 anos, que estava no Spartak Moscou. O jogador assinou vínculo até 30 de junho, fim da atual temporada europeia.

Bocchetti estava na Rússia desde 2010, quando foi contratado pelo Rubin Kazan junto ao Genoa. Em 2012, chamou a atenção do Spartak, que o levou para Moscou. Revelado pelo Ascoli, o zagueiro também acumula passagens por times menores da Itália, como Virtus Lanciano e Frosinone.

O jogador atuou cinco partidas pela seleção italiana, o suficiente para ser convocado para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Ele chega ao Milan em momento conturbado, uma vez que o clube é apenas o 11.º colocado no Campeonato Italiano, com 26 pontos em 20 rodadas.

O zagueiro prestou o seguinte depoimento ao Milan Channel:

"Estou emocionadíssimo, o Milan sempre foi o meu sonho. Estou felicíssimo, agora não consigo nem me dar conta, mas não há tempo, é preciso rapidamente me entregar ao trabalho. Reconquistar a camisa azzurra? É o tipo de coisa que depois talvez venha em consequência. No momento penso apenas no Milan, a fazer o bem para esta equipe, fazer de tudo e até mais pelo bem desta camisa, essa é a unica coisa que neste momento tenho na cabeça. (...) Sou um (zagueiro) central, mas para mim não há nenhum problema em jogar em outras posições, o treinador fará suas escolhas e eu tentarei dar sempre o máximo como central ou quarto-zagueiro, para mim não há nenhum problema quanto à posição. Aos torcedores digo: Forza Milan! 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.