AP
AP

Milan apresenta projeto de novo estádio para 48 mil torcedores

Arena moderna terá teto retrátil, tem previsão de entrega na temporada 2018/19 e tem custo estimado de até R$ 987 milhões

Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2015 | 11h44

O Milan anunciou nesta quarta-feira seus planos preliminares para a construção do seu estádio. A sua futura nova casa deve ter capacidade para 48 mil espectadores, contaria com um teto retrátil e tem previsão de ficar pronta para a temporada 2018/2019 do futebol europeu.

Nesta quarta-feira, o clube publicou um vídeo em que apresenta o modelo do seu estádio, com dois níveis de arquibancada. A arena seria construída na área de Portell-Fiera, onde recentemente o Milan inaugurou a sua nova sede. A previsão é de que o custo da obra varie entre 300 e 320 milhões de euros (entre R$ 926 e 987 milhões, aproximadamente).

O novo estádio será construído pelo Milan, e o projeto prevê que ele seja cercado por um hotel, áreas de estacionamento e restaurantes. Responsável pelo projeto, o arquiteto Emilio Faroldi disse nesta quarta-feira que foi inspirado pelo Emirates Stadium, do Arsenal, em Londres, além de arenas da Basileia e Neuchâtel, ambas na Suíça, e Bilbao, na Espanha.

Atualmente, o Milan compartilha a gestão do Estádio San Siro, de 80 mil lugares, com a rival Inter de Milão. O clube espera receber a aprovação final para a construção da sua própria arena em março.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolMilannovo estádio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.