Thanassis Stavrakis/AP
Thanassis Stavrakis/AP

Milan, Chelsea e Arsenal estreiam nesta quinta-feira na Liga Europa

Segunda principal competição europeia de clubes começa nesta com 48 equipes dividas em 12 grupos

Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2018 | 11h00

Para Milan, Arsenal e Chelsea, a Liga Europa oferece uma chance de retornar à Liga dos Campeões. Para Sarpsborg, Dudelange ou Vidi se trata mais de ganhar experiência em uma competição continental. A Liga Europa tem algo a oferecer a todos, desde os pesos-pesados do continente, passando por pequenos e times médios do Velho Continente.

A segunda principal competição europeia de clubes começa nesta quinta-feira com 48 equipes dividas em 12 grupos. A final será em 29 de maio, no Estádio Olímpico de Baku.

Após a decisão da Uefa de atribuir uma vaga na Liga dos Campeões para a equipe campeã, algo que começou na temporada 2015/2016, a competição não é mais tratada com desprezo pelas grandes equipes. Mas a realização das partidas na quinta-feira exigem que os treinadores descansem alguns de seus melhores jogadores para estarem prontos para compromissos dos campeonatos nacionais no fim de semana.

Após campanhas mal sucedidas na temporada passada em suas ligas locais, restou a Arsenal e Milan a participação na Liga Europa pelo segundo ano consecutivo. Na anterior, o time londrino eliminou o italiano nas oitavas de final, antes de cair nas semifinais para o Atlético de Madrid, que ganhou o troféu pela terceira vez em nove anos.

Em busca de levantar o único troféu europeu que nunca ganhou, o Milan encara o Dudelange, nesta quinta-feira, às 16 horas (de Brasília), fora de casa, a primeira equipe do Luxemburgo a alcançar esta etapa de um torneio continental. O Olympiacos e o Betis também estão no Grupo F.

O treinador do Arsenal, Unai Emery, estará em território familiar na Liga Europa em sua primeira temporada com o clube de Londres. O espanhol levou o Sevilla a três títulos consecutivos do torneio, de 2014 a 2016. O time londrino estreará em casa contra o ucraniano Vorskla Poltava, às 16h, pelo Grupo E, completado por Sporting Lisboa e Qarabag.

O Chelsea e o Sevilla não têm intenção de "imitar" o Milan e o Arsenal e permanecer na Liga Europa por mais tempo do que o necessário. Ambos ganharam o troféu no passado, com o time espanhol tendo cinco conquistas, enquanto a equipe inglesa a levou em 2012, na última vez em que disputou o torneio.

Com cinco vitórias em cinco partidas, o Chelsea lidera o Campeonato Inglês e parece que retornará à Liga dos Campeões de qualquer forma. O time estreará na Grécia contra o PAOK, nesta quinta-feira, às 13h55, e também terá pela frente o BATE Borisov, a Bielo-Rússia, e o clube húngaro Vidi na fase de grupos. O Sevilla recebe o Standard Liège nesta quinta-feira, às 13h55, por uma chave que também possui o russo Krasnodar e o turco Akhisar Belediyespor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.