REUTERS/Ciro De Luca
REUTERS/Ciro De Luca

Milan derrota o Napoli e assume a liderança do Campeonato Italiano

Jogando fora de casa, time de Milão conta com gol de Oliver Giroud para vencer por 1 a 0 e agora lidera o torneio com 60 pontos

Redação, Estadão Conteúdo

06 de março de 2022 | 18h59

O Milan assumiu a liderança do Campeonato Italiano, neste domingo, ao derrotar o Napoli, em Nápoles, por 1 a 0, em duelo válido pela 28ª rodada. Com o resultado, a equipe milanesa alcançou os 60 pontos, dois a mais que a Internazionale, que tem uma partida disputada a menos. Os napolitanos ficaram com 57, em terceiro lugar.

Napoli e Milan iniciaram o duelo com campanhas semelhantes no campeonato, mas quem procurou atacar desde o início foram os anfitriões, apoiados por sua torcida. Apesar do domínio, poucas foram as oportunidades efetivas de gol. Destaque para a velocidade de Osimhen, que buscou as jogadas em todos os setores do ataque.

O Milan só foi equilibrar a disputa e comparecer com mais frequência no campo ofensivo, após os 20 minutos. O lado esquerdo com Theo Hernandez e Rafael Leão, mais uma vez, foi um ponto de escape para os visitantes.

Aos 25 minutos, o lance mais tenso, com a falta de Koulibaly sobre Giroud. O atacante milanês ficou com um corte profundo na perna esquerda, que mais tarde provocou sua substituição.

E foi exatamente Giroud que abriu o placar, aos quatro minutos da etapa final, ao desviar um chute de Calabria, no meio da zaga napolitana, demonstrando grande oportunismo.

O segundo tempo foi completamente diferente dos primeiros 45 minutos. As equipes se soltaram e as oportunidades começaram a surgir dos dois lados. Com isso, muita catimba e algumas faltas mais ríspidas tornaram a partida mais nervosa, normal para a importância dos três pontos que estavam em jogo.

Os últimos cinco minutos foram intensos, com bela participação dos goleiros Ospina e Maignan. O veterano Ibrahimovic, há um bom tempo afastado dos gramados, entrou aos 45, mas ainda teve tempo para colaborar com sua experiência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.