Alessandro Garofalo/Reuters
Alessandro Garofalo/Reuters

Milan derrota o Napoli e segue na liderança isolada do campeonato italiano

Com a vitória por 3 a 0, o time abriu cinco pontos para o segundo colocado, a Internazionale

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 19h00

Com um futebol convincente e uma "ajuda" do árbitro, o Milan derrotou o Napoli por 3 a 0, nesta segunda-feira, no estádio San Siro, em Milão, e permaneceu na liderança isolada do Campeonato Italiano. O resultado positivo na jogo que encerrou a 27.ª rodada levou o clube rubro-negro a 58 pontos, agora com cinco de vantagem para a rival Internazionale, a nova vice-líder da competição. O time napolitano, com 52 pontos, caiu para a terceira colocação.

Em campo, apesar da partida ser considerada a "decisão" do campeonato por se tratar dos dois primeiros colocados até o início desta rodada, apenas uma equipe jogou. Com força ofensiva e toque de bola, o Milan não deu espaços ao Napoli. Durante todo o primeiro tempo, o time visitante só conseguiu dar um chute ao gol de Abbiati e viu seu goleiro Morgan de Sanctis trabalhar bastante para parar o trio Alexandre Pato, Robinho e Ibrahimovic.

O Napoli conseguiu segurar o ímpeto milanista na primeira etapa, mas não contava com um erro da arbitragem logo aos dois minutos do segundo tempo, que estragou o plano de voltar para Nápoles com um empate. Em um primeiro lance dentro da área, Ibrahimovic cometeu pé alto no zagueiro Cannavaro e o árbitro nada marcou. Na sequência, a bola sobrou numa dividida entre Robinho, Alexandre Pato e o ala esquerdo Aronica. A bola bateu no cotovelo do defensor e o pênalti foi marcado. Após muita reclamação dos napolitanos, o centroavante sueco bateu forte e rasteiro no canto direito de De Sanctis e abriu o placar.

Mesmo em desvantagem, o Napoli tentou ir mais ao ataque, mas não mostrou nenhuma força em campo para tentar a igualdade. E continuou sofrendo com os homens de frente do Milan, que ganhou sangue novo com a entrada de Boateng no lugar de Robinho. Aos 32 minutos, em um rápido contra-ataque pelo lado direito, Boateng marcou o segundo gol após uma assistência de Alexandre Pato. E o próprio atacante brasileiro fez o terceiro, aos 34, em um belo chute colocado no ângulo esquerdo do gol napolitano.

Na próxima rodada, o Milan tem mais um compromisso complicado para se manter na liderança. No sábado, joga o clássico contra a Juventus, em Turim. O Napoli, que ainda não terá um de seus principais jogadores - o atacante argentino Lavezzi cumprirá a terceira e última partida de suspensão -, tentará a reabilitação no domingo, em casa, contra o Brescia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato ItalianoMilanNapoli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.