Alberto Lingria/Reuters
Alberto Lingria/Reuters

Milan e Inter de Milão apresentam projeto de R$ 5 bilhões para novo estádio

Rivais italianos se unem para a construção de um novo estádio na cidade, que irá substituir o lendário San Siro

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2019 | 16h16

Dois dos maiores clubes da Itália, Milan e Inter de Milão apresentaram oficialmente nesta quarta-feira para a prefeitura de Milão um projeto para a construção do novo estádio da cidade, com capacidade para 60 mil pessoas, que irá substituir o lendário San Siro - ou Giuseppe Meazza, como é conhecido pelos torcedores interistas.

Em um comunicado oficial divulgado pelos clubes, foram divulgados detalhes do projeto, que marca um primeiro avanço oficial dos dois rivais em relação ao estádio. Ele consiste em um "estudo de viabilidade técnico e econômico" para o local e a previsão é de 1,2 bilhão de euros (aproximadamente R$ 5 bilhões) de investimento privado.

"Hoje (quarta-feira) o AC Milan e o Inter apresentaram na prefeitura de Milão o projeto para o novo estádio de Milão e as suas multifunções. Esta proposta marca o primeiro passo dos dois clubes nesta caminhada partilhada com o município para a construção de um moderno, sustentável e acessível estádio de classe mundial no bairro urbano de San Siro", revelou o comunicado oficial dos clubes.

De acordo com o projeto, Inter de Milão e Milan vão arcar com todo o investimento para construir a nova arena. Em troca, os dois clubes terão o direito de atuar no moderno estádio pelos próximos 90 anos. Caso o documento apresentado for aceito pela prefeitura de Milão, os dois times vão trabalhar em um plano definitivo, que incluirá o design arquitetônico do novo estádio.

Os dois clubes não informaram o tempo que levará para a nova arena ficar pronta. No entanto, o Milan desejou anteriormente que o estádio já esteja de pé para a temporada 2023/2024.  

A construção de uma nova arena iria na direção contrária do dossiê enviado por Milão ao Comitê Olímpico Internacional (COI). No documento, a cidade italiana garantiu que a abertura dos Jogos de Inverno de 2026 seria feita no gramado Giuseppe Meazza.

O estádio, que foi inaugurado em 1926, passou pela sua última grande reforma no final dos anos 1980, quando fez o terceiro anel, realizado em função da Copa do Mundo de 1990, disputada na Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.