Milan empata com Juventus e segue na liderança

Na briga pela liderança do Campeonato Italiano, Milan e Juventus empataram por 1 a 1, neste sábado, no San Siro, e deixaram tudo do jeito que estava na parte de cima da tabela. A equipe de Milão segue na ponta da competição, com 51 pontos, enquanto o time de Turim tem 50, mas com um jogo a menos.

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2012 | 20h00

As duas equipes só se igualarão em números de partida no dia 7 de março, quando a Juventus enfrenta o Bologna, em jogo adiado pela neve. Na próxima rodada, a 26.ª, no entanto, o time recebe o Chievo, em casa, no próximo sábado. Já o Milan enfrenta o Palermo, fora de casa, no mesmo dia.

O JOGO - A Juventus começou melhor a partida, pressionando o Milan no campo de defesa, e chegou a assustar. Pouco antes dos 10 minutos, no entanto, a equipe da casa reagiu e também levou perigo, com Nocerino. E foi justamente o meia que abriu o placar, aos 14 minutos. Bonnucci saiu jogando errado e entregou no pé de Robinho, que tocou para Nocerino. Ele ajeitou e bateu da intermediária. A bola ainda desviou na defesa e enganou Buffon.

Aos 24 minutos, um lance muito polêmico no San Siro. Após cruzamento da esquerda, Mexes cabeceou e Buffon fez a defesa. No rebote, Muntari finalizou e o goleiro da Juventus fez outra grande defesa. No entanto, a bola já havia ultrapassado a linha de gol, o que não foi visto pelo árbitro. No lance seguinte, quase a equipe de Turim empata.

O Milan continuou melhor na partida e levou perigo novamente ao gol de Buffon aos 41 minutos, com Van Bommel, que bateu rente à trave. Antes do fim do primeiro tempo, Vidal respondeu na mesma moeda, com chute de longe que também passou com perigo.

Ao contrário da etapa inicial, o segundo tempo começou devagar. As duas equipes acertaram a marcação e as chances ficaram mais escassas. A Juventus chegou bem aos 23 minutos, com Quagliarela, que recebeu de Chielini para a boa defesa de Abbiati.

Dez minutos depois, outro lance polêmico. Vucinic deu belo passe para Matri, que dominou e bateu na saída de Abbiati para empatar. A arbitragem, no entanto, anulou o lance, marcando um impedimento duvidoso.

Aos 38 minutos, Matri voltou a marcar, mas desta vez o gol foi validado. Pepe cruzou da direita para o atacante, que entrou no segundo tempo, pegar de primeira e fazer seu décimo gol no campeonato, selando o placar.

EM GÊNOVA - Na outra partida do Campeonato Italiano deste sábado, o Parma ia vencendo o Genoa, fora de casa, até os acréscimos do segundo tempo, quando Palacio marcou e selou o 2 a 2. Com o resultado, o time de Gênova chegou aos 31 pontos, na décima colocação. Já o Parma tem dois pontos a menos e está em 13.º.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.