Milan ganha e volta liderar isoladamente o Italiano

A pressão, antes da partida deste domingo, estava toda com o Milan. Na luta pelo título do Campeonato Italiano, Napoli e Internazionale já haviam ganhado seus jogos pela 32.ª rodada e, por isso, o time rubro-negro entrou em campo contra a Fiorentina, em Florença, com a obrigação de vencer para se manter na liderança isolada. E foi isso que aconteceu. Com gols de Seedorf e do brasileiro Alexandre Pato, o Milan ganhou o importante duelo por 2 a 1.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 18h45

Agora com 68 pontos, o time de Milão voltou a abrir três de vantagem para o Napoli - que havia batido o Bologna por 2 a 0, fora de casa - e cinco da rival Internazionale - vencedora do duelo contra o Chievo Verona também por 2 a 0, no sábado. Faltam seis rodadas para o final da competição e a tabela indica partidas mais tranquilas para o Milan.

Se no começo do campeonato quem carregava o time era Ibrahimovic, nesta reta final quem está fazendo a diferença é Alexandre Pato. Em Florença, ele fez um gol e deu uma assistência, enquanto que o sueco - que voltava ao time depois de cumprir duas partidas de suspensão - teve atuação discreta e recebeu um cartão vermelho estúpido aos 41 minutos do segundo tempo (xingou o bandeirinha por não concordar com sua marcação).

O técnico Massimiliano Allegri colocou em prática a novidade que testou nos treinos durante a semana. Alexandre Pato foi o centroavante e Ibrahimovic jogou um pouco mais recuado, preparando as jogadas e se apresentando para finalizar. E o brasileiro mostrou mais uma vez que é muito mais perigoso quando não precisa ficar aberto pela direita. Ele deu o passe para Seedorf abrir o placar aos oito minutos, quase aumentou a vantagem pouco depois e fez 2 a 0 no fim do primeiro tempo numa ação típica de homem de área, completando de primeira um cruzamento rasteiro de Boateng.

Na segunda etapa, o Milan resolveu administrar o resultado e teve que sofrer no final, principalmente após o gol de Vargas, aos 34 minutos, que diminuiu a desvantagem para a Fiorentina. Mas, com calma e experiência - apesar da infantilidade de Ibrahimovic -, soube segurar a vitória.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.