Milan irritado com represália da CBF

O Milan dispara contra Ricardo Teixeira. O mais poderoso clube da Itália afirmou neste domingo, por meio de seu vice-presidente Adriano Galliani, que o presidente da CBF foi ?arrogante? ao decidir que Dida, Cafu e Kaká estão temporariamente afastados de convocações para a seleção brasileira porque não participaram do ?Jogo da Paz? em Porto Príncipe, no Haiti. ?Estou estupefato com a arrogância do presidente da CBF?, sustentou Galliani, braço-direito de Silvio Berlusconi, dono do clube e primeiro-ministro da Itália. ?O Milan respeita as regras da Fifa, mas a CBF não?, afirmou o italiano. Em sua avaliação, o Milan não liberou o trio para a partida no Haiti porque estava baseado em determinação da Fifa. ?Quando se trata de amistosos, os jogadores são liberados se as partidas forem no continente em que trabalham?, explicou Galliani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.