Milan não comenta sobre incidente com Ronaldo

Clube italiano espera pela recuperação física do atacante para discutir a renovação de seu contrato

Ansa

29 de abril de 2008 | 16h19

"São questões pessoais que a sociedade não pretende comentar", declarou laconicamente o porta-voz do Milan, sobre o envolvimento de Ronaldo com travestis no Rio de Janeiro.Veja também: Assista ao vídeo de Ronaldo feito pelo travesti na delegacia Assessoria de Ronaldo fala sobre confusão com travestis Delegado cogita indiciar travesti por extorsão a Ronaldo Problema de Ronaldo com travestis repercute no exterior Ronaldo envolvido em incidente com travestis no Rio Ronaldo rompe tendão do joelho esquerdo e sai chorandoNa manhã de segunda-feira, 28, o atacante do Milan, que está no Brasil para tratar o seu joelho esquerdo, viu-se envolvido em um incidente com três travestis em um motel na Barra da Tijuca. O travesti Andréia Albertini, cujo nome verdadeiro é André Luis Ribeiro Albertino, prestou queixa em uma delegacia da capital carioca, acusando o jogador de não ter pago o programa. Por sua vez, Ronaldo afirmou em seu depoimento que foi vítima de tentativa de extorsão por parte de Albertini, que teria exigido R$ 50 mil.Segundo o delegado Carlos Augusto Nogueira, a confusão entre o craque e as travestis começou quando Ronaldo se deu conta de que as "prostitutas" que havia contratado eram, na verdade, travestis.

Tudo o que sabemos sobre:
RonaldoAC MilanCampeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.