Milan nega que Chelsea tenha feito proposta por Kaká

Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, garantiu nesta terça-feira que não ter recebido qualquer proposta formal do Chelsea pelo brasileiro Kaká. Apesar disso, o dirigente revelou que conversou sobre o assunto com Roman Abramovich, dono do clube inglês. "Estive no bote do Abramovich. É verdade que fui seu convidado e que perguntei sobre Shevchenko e ele me perguntou sobre Kaká. Mas terminamos no 0 a 0, já que lhe disse não sobre Kaká e eles me disseram não sobre Andriy [Schevchenko]. Em todo caso, não se falou sobre números", explicou.O vice-presidente do Milan insistiu que as supostas propostas veiculadas na imprensa são falsas. Hoje, a Gazzetta dello Sport, diário esportivo italiano, informa que o Chelsea poderia desembolsar 150 milhões de euros (aproximadamente R$ 425 milhões) para ter Kaká. "As ofertas por Kaká só estão nos jornais, e eles inventam histórias. Hoje se fala em uma proposta de 150 milhões de euros e amanhã será de 200 milhões de euros", comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.