Paolo Giovannini/AP
Paolo Giovannini/AP

Milan perde para a Udinese e fica longe de vaga na Liga Europa

Em casa, equipe alvinegra vence por 2 a 1 e diminui diferença

Estadão Conteúdo

25 de abril de 2015 | 15h29

O Milan segue o ritmo morno de sua temporada no Campeonato Italiano. Depois de empatar por 0 a 0 o derby de Milão contra a Inter na última rodada, a equipe de Filippo Inzaghi voltou a atuar de forma precária e perdeu para a Udinese por 2 a 1 em Údine, na região do Friuli. Com a derrota pela 32ª rodada do Italiano, a equipe milanesa está cada vez mais distante de obter a classificação para a Liga Europa da próxima temporada.

O duelo foi disputado desde o início, com vantagem para os donos da casa, que sempre levavam perigo ao gol do time milanês. Mas o jogo também foi marcado por muitas faltas no meio-campo, deixando o duelo muito truncado e com poucas chances de gol para ambas as equipes.

Na etapa complementar, a Udinese manteve o ritmo forte e, após desperdiçar alguns contra-ataques com Di Natale, abriu o marcador aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio na área, a bola sobrou para Pinzi, que dominou e acertou no canto direito para balançar as redes.

O time da casa ampliou aos 29 minutos. Após boa defesa de Diego López, Guilherme pegou sobra na ponta direita da área e cruzou para o ganês Badu ampliar o placar. Para não passar em branco, o Milan descontou antes do apito final. Aos 42, Cerci recebeu na ponta direita, avançou e levantou na área. Pazzini subiu mais alto que a zaga e completou para o gol, que não foi suficiente para que a equipe milanesa encontrasse ânimo para pelo menos empatar a partida.

Com o resultado, a Udinese subiu para a 12ª colocação da tabela do Italiano, com 38 pontos. O Milan ficou parado nos 43 pontos, em nono lugar, cada vez mais longe da vaga na Liga Europa, uma miragem para a equipe de Inzaghi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.