Alessandro Garofalo/Reuters
Alessandro Garofalo/Reuters

Milan reage, derrota lanterna Parma e chega a oitavo no Italiano

Após vexame da Inter de Milão diante do Sassuolo, Milan vence por 3 a 1, no San Siro, com dois gols de Menez e outro de Zaccardo

Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2015 | 20h25

Os clubes de Milão, mais uma vez, estão decepcionando os seus torcedores nesta temporada. No Campeonato Italiano, ocupam posições intermediárias na tabela de classificação e estão bem longe de brigar até por uma vaga em competições europeias. Neste domingo, pela 21.ª rodada, a Internazionale já havia dado vexame ao perder por 3 a 1 para o Sassuolo, mas coube ao Milan salvar a honra da cidade. Em casa, no estádio San Siro, enfrentou o lanterna Parma e conseguiu a vitória por 3 a 1.

Com o resultado, o time subiu para a oitava colocação, agora com 29 pontos. Ainda está cinco pontos atrás da Sampdoria, que hoje estaria classificada à próxima edição da Liga Europa. Já o Parma, com nove pontos, segue em seu calvário com a crise financeira, que já fez com que a equipe perdesse um ponto na competição, e o iminente rebaixamento à segunda divisão. Está agora 10 pontos atrás do Cagliari, o último fora da zona de degola.

O resultado positivo deste domingo garante um pouco de tranquilidade para o técnico Filippo Inzaghi, que vem sendo muito criticado pela torcida - o time havia perdido quatro de suas últimas cinco partidas, sendo que em uma delas custou a eliminação nas quartas de final da Copa da Itália para a Lazio.

Em campo, Menez foi o destaque do jogo com dois gols. O primeiro aconteceu aos 17 minutos do primeiro tempo em uma cobrança de pênalti. O segundo veio aos 12 da segunda etapa e aliviou as coisas para o Milan, que havia ido para o intervalo com o empate por causa do gol de Nocerino para o Parma. Quase no final, aos 31, Zaccardo decretou a vitória milanista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.