Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Milan reclama de pênaltis para o Barcelona e lamenta nova lesão de Pato

Jogador deixou o campo apenas 13 minutos após ter entrado no 2.º tempo sentindo a coxa direita

AE, Agência Estado

03 de abril de 2012 | 19h13

BARCELONA - O Milan saiu de campo insatisfeito com a arbitragem, depois da derrota por 3 a 1 diante do Barcelona, nesta terça-feira, no Camp Nou, que selou a eliminação da equipe nas quartas de final da Copa dos Campeões da Europa. Os italianos reclamaram da atuação de Björn Kuipers, que anotou dois pênaltis para os donos da casa, que resultaram em gols de Lionel Messi.

Após a partida, o técnico Massimo Allegri fez questão de demonstrar seu descontentamento com o segundo pênalti marcado, quando Nesta agarrou Busquets após uma cobrança de escanteio. "No primeiro pênalti, nós acabamos nos equivocando, mas no segundo, o árbitro influenciou bastante", avaliou o treinador, antes de admitir que "jogar contra o Barcelona não é nada fácil".

Se Allegri ponderou em suas declarações, o atacante Ibrahimovic deixou clara sua revolta. "Agora entendo (José) Mourinho quando vem ao Camp Nou", comentou, lembrando das reclamações do técnico do Real Madrid feitas na disputa da semifinal da Liga dos Campeões da última temporada, quando sua equipe caiu diante do time catalão.

O lance do segundo pênalti também gerou a insatisfação de Robinho. Na opinião do atacante, a bola ainda não havia sido lançada para a área quando houve a infração. "No jogo é muito rápido, não dá para ver, mas acho que a bola estava parada. E jogo de Liga dos Campeões é assim, com empurra-empurra dentro da área. Infelizmente ele deu o pênalti, que acabou nos prejudicando", comentou, em entrevista à ESPN Brasil.

PATO VOLTA A SENTIR

Após uma sequência de lesões musculares e um período nos Estados Unidos realizando exames, o atacante Alexandre Pato voltou nesta terça-feira ao futebol. O que deveria ser motivo de festa, no entanto, virou uma nova frustração, já que o jogador deixou o campo apenas 13 minutos após ter entrado no segundo tempo.

Pato sofreu um problema muscular na coxa direita, sua 14.ª lesão do tipo nos últimos dois anos. Os médicos do Milan ainda lutam para descobrir a razão da sequência de contusões e o jogador pode se tornar problema inclusive para a seleção brasileira olímpica que vai a Londres.

"O Pato infelizmente sentiu de novo. Ninguém gosta de se machucar, é o pior momento da carreira de um jogador. Temos que rezar por ele e torcer pela recuperação, sem pressa, para ele voltar a jogar. Ele sentiu um estiramento na coxa direita e teve que sair. Ficamos triste porque não é a primeira vez", afirmou Robinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.