Milan segue a vida sem Ronaldo e buscar subir no Italiano

Com 38 pontos e em 5.º, rubro-negros têm a Fiorentina, com 41 em 4.º, como adversário mais próximo

Agência Estado

23 de fevereiro de 2008 | 14h51

O Milan segue com carinho a recuperação de Ronaldo, mas toca a vida sem o astro, como já vinha sendo. A diretoria não fala a respeito de prorrogação de contrato - o compromisso atual vai até o meio do ano. O técnico Carlo Ancelotti tem preocupação mais urgente: a de garantir o time entre os quatro melhores do campeonato. Só dessa forma terá presença na próxima edição da Copa dos Campeões, se não conquistar o título continental na atual temporada.  Mas o Milan tem de agir rápido para terminar o ano em situação confortável. Com 38 pontos, está em quinto lugar, e tem a Fiorentina - 41, em 4.º - como adversário mais próximo. Inter (líder com 59), Roma (vice, com 48) e Juventus (47) já dispararam. O desafio do Milan neste domingo é o Palermo, no duelo marcado para a noite, em Milão, e que fecha a 24.ª rodada. Ancelotti deve optar pelo que tem de melhor no momento, o que significa a escalação de Kaká e Alexandre Pato. Os dois brasileiros são essenciais no esquema do time, que derrapou nas últimas duas rodadas, com empates contra Livorno (1 a 1, na contusão de Ronaldo) e diante do Parma (0 a 0). Para a Internazionale, o dilema é outro. Com 18 vitórias e cinco empates até agora, o terceiro título consecutivo se aproxima, mesmo que ocorra tropeço no duelo com a Sampdoria (34 pontos), em Gênova. O técnico Roberto Mancini anda a quebrar a cabeça para encontrar alguma forma de anular a desvantagem na Copa dos Campeões. No meio da semana, sua equipe perdeu para o Liverpool por 2 a 0 e está perto da eliminação. Na briga para consolidar o segundo lugar, a Roma faz clássico com a Fiorentina em casa. Demais jogos: Cagliari x Lazio, Empoli x Catania, Livorno x Napoli e Udinese x Genoa.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.