Milan supera o Brescia e abre três pontos na liderança

Com outro belo gol de Zlatan Ibrahimovic o Milan reforçou o seu favoritismo ao título do Campeonato Italiano com a vitória em casa por 3 x 0 sobre o Brescia no sábado.

MARK MEADOWS, REUTERS

05 de dezembro de 2010 | 12h05

O time milanês, que não vence o título do italiano desde 2004, abriu vantagem de três pontos na liderança com a vitória. A segunda colocada Lazio pressionava o líder após vencer a problemática Inter de Milão por 3 x 1 na sexta-feira.

A Inter, na sexta colocação, está 10 pontos atrás dos rivais milaneses e as chances de conseguir o sexto título do italiano consecutivo parecem remotas após 15 partidas na temporada.

O Milan, que empatou por 1 x 1 contra a Sampdoria na semana passada em um raro tropeço, conseguiu dominar rapidamente o recém-promovido Brescia. O meio-campista Kevin Prince Boateng marcou o seu primeiro gol pelo time de Milão aos quatro minutos da partida aproveitando assitência de Ibrahimovic.

O atacante Robinho, que foi titular no lugar de Ronaldinho Gaúcho pela sétima partida consecutiva, aumentou a vantagem aos 28 minutos ao interceptar um passe errado. A partida teve números finais com grande jogada individual de Ibrahimovic aos 30 minutos de jogo.

O alto atacante sueco, que não marcou contra a Sampdoria, marcou o seu oitavo gol no campeonato e nenhum torcedor do Milan pode duvidar que a chegada do ex-jogador da Inter e do Barcelona é um dos principais motivos por trás da liderança do time.

O estilo do novo técnico Massimiliano Allegri, cuja única experiência anterior no Campeonato Italiano tinha sido no Cagliari, time que está sempre no meio da tabela, também tem feito a diferença. O técnico de fala mansa mostrou o seu lado mais duro ao ousar tirar do time o irregular Ronaldinho Gaúcho, mesmo o jogador sendo o favorito do dono do time Silvio Berlusconi.

Ao combinar isso com a redução da importância de Andrea Pirlo no time, o resultado foi um Milan mais rápido e incisivo do que foi visto nos últimos cinco anos. Ronaldinho Gaúcho entrou no segundo tempo mas, apesar das contusões de Alexandre Pato e Filippo Inzaghi, o antigo número 1 do mundo segue como um reserva que, de acordo com rumores publicados na mídia do país, deve deixar o time em janeiro já que o Milan procura outro atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCAMPEONATOITALIANO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.