Milan tenta contratar Thiago Motta

Depois de contratar Cafu, o Milan está disposto a insistir para levar mais um brasileiro: o volante Thiago Motta, do Barcelona. Sua cláusula de rescisão está estipulada em 12 milhões de euros (US$ 13,8 milhões) e o clube italiano está disposto a oferecer o atacante espanhol José Mari ou Roque Júnior para diminuir o valor da operação.Thiago Motta, 20 anos, está de férias em São Paulo e segunda-feira embarcará para o México com a seleção brasileira Sub-23 para participar da Copa Ouro. Ele tem repetido nas entrevistas que pretende ficar no Barcelona, onde chegou quando tinha 16. Mas deixa aberta uma porta de saída dizendo que sabe que a situação financeira do clube não é das melhores (a dívida é estimada em US$ 200 milhões), o que pode levar a diretoria a vendê-lo.Em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Thiago Motta disse que gostaria de jogar no Milan se deixasse o Barça. E enumerou os motivos: "É um time que tem muitos brasileiros no elenco e o de estilo mais sul-americano da Itália. Basta ver que um de seus volantes é Pirlo, que tem muita técnica e visão de jogo. E eu teria chance de reencontrar Rivaldo, que é meu ídolo desde que eu era menino e ia ver os jogos do Palmeiras."Para continuar no clube catalão, Thiago Motta gostaria de ter um aumento de salário. Ele tem contrato até 2005, mas seu salário - 300 mil euros por ano, o que equivale a US$ 346 mil - é dos tempos em que jogava no Barcelona B. O Milan lhe oferece 1,3 milhão de euros (US$ 1,5 milhão) por temporada e um contrato por três anos.Os agentes do brasileiro estão em contato com a recém-empossada diretoria do Barcelona - que é presidida por Joan Laporta -, mas os catalães não parecem muito dispostos a mexer no contrato.

Agencia Estado,

02 de julho de 2003 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.