Raul Arbeloa/AFP
Raul Arbeloa/AFP

Milhares de torcedores se despedem do Atlético Nacional antes do Mundial

Festa foi concentrada no estádio Atanasio Girardot, em Medellín; clube quer dedicar o título à Chapecoense

O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2016 | 08h45

Cerca de dez mil torcedores do Atlético Nacional compareceram nesta terça-feira ao aeroporto colombiano José María Córdova, de Rionegro, para se despedir do time antes da viagem ao Japão para a disputa do Mundial de Clubes.

A torcida se concentrou no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, de onde saiu uma caravana de 25 ônibus com a intenção de dar o último apoio ao elenco, que fará uma escala em Bogotá para enfrentar o Santa Fé pelo Campeonato Colombiano e depois, na quinta-feira, viajará ao Japão com 25 jogadores.

"É um momento importante para a torcida porque é nossa homenagem a todos estes guerreiros que partem ao Japão para conquistar o mundo", disse Felipe Ospina, líder de uma das torcidas do time. O Atlético Nacional sentiu de dentro do ônibus o calor da torcida com os fogos, bandeiras e cânticos do estádio até o aeroporto.

Após a semana de homenagens às vítimas do acidente aéreo que tirou a vida de jornalistas tripulantes e de grande parte do time da Chapecoense, que seria o rival do Atlético Nacional na final da Copa Sul-Americana, a comissão técnica e os jogadores do clube colombiano partirão de Bogotá a Paris para depois seguirem rumo a Osaka.

"Demos o salto de qualidade e temos que assumir este desafio. O departamento de análise de desempenho do clube já está terminando de reunir as informações sobre os rivais. Serão difíceis e competitivos, com estilos diferentes", disse o técnico Reinaldo Rueda antes de partir para Bogotá.

O Atlético Nacional estreará em Osaka no dia 14 de dezembro na fase de semifinais. O rival ainda não foi definido, mas será Kashima Antlers, do Japão, Auckland City, da Nova Zelândia, ou Mamelodi Sundowns, da África do Sul.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.