Milhares prestam tributo a torcedor do Napoli morto

Milhares de pessoas prestaram tributos ao torcedor do Napoli morto na última quarta-feira, vítima de um confronto com torcedores da Roma ocorrido em maio. Ciro Esposito tinha 29 anos e será enterrado nesta sexta-feira. Antes que o caixão fosse coberto, muitos habitantes de Nápoles foram a seu velório e fizeram uma última homenagem.

AE-AP, Agência Estado

27 de junho de 2014 | 09h49

Esposito lutava pela vida há 50 dias, depois de ter sido baleado no dia 3 de maio. Na ocasião, ele foi a Roma ver a decisão da Copa da Itália, na qual o Napoli bateria a Fiorentina e ficaria com o título. Antes da partida, no entanto, envolveu-se em uma confusão com Daniele De Santis, torcedor da Roma, que lhe acertou um tiro no peito.

A morte de Esposito gerou grande comoção na Itália, principalmente em Nápoles. Por isso, milhares de pessoas foram ver seu caixão, aproveitando que as visitas estavam abertas na última quinta e nesta sexta. A expectativa é de que muitos outros moradores da cidade ainda vão ao velório antes do funeral, marcado para as 16h30 local (11h30 de Brasília).

Entre as pessoas que prestaram homenagens a Esposito, estavam o presidente do Napoli, Aurélio De Laurentiis, o atacante da equipe Lorenzo Insigne, que estava no Brasil disputando a Copa do Mundo, e o presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malago.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNapolimorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.