Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Milhares vão a estádio no Paraguai para rezar por Cabañas

10 mil pessoas se reúnem pela recuperação do jogador paraguaio, baleado na cabeça em bar mexicano

REUTERS

27 de janeiro de 2010 | 11h50

Uma multidão de cerca de 10 mil pessoas, muitos carregando bandeiras e usando as cores da camisa da seleção paraguaia --vermelho, branco e azul-- se reuniram no estádio Defensores del Chaco nesta terça-feira para rezar por Salvador Cabañas, atacante paraguaio que levou um tiro na segunda-feira.

Veja também:

linkEm estado grave, Cabañas começa a reconhecer família

Cabañas, jogador-chave na seleção para a Copa do Mundo deste ano, levou um tiro na cabeça em um bar na Cidade do México e está em estado crítico, mas estável, em um hospital após uma cirurgia. A bala ainda está alojada em sua cabeça.

A multidão cantou músicas, deu as mãos e rezou pela recuperação do atleta de 29 anos, que atua pelo América do México.

"Esse é o jogo mais importante da vida dele e devemos ajudá-lo a bater este pênalti", disse a uma rádio o torcedor José Escobar, enquanto as pessoas cantavam "Salvador, Salvador" no estádio com capacidade para 35 mil pessoas.

A seleção paraguaia também compareceu à missa para Cabañas na capital.

O Paraguai participará pela quarta vez consecutiva da Copa do Mundo na África do Sul. Os paraguaios estão no mesmo grupo da atual campeã Itália, da Eslováquia e da Nova Zelândia.

(Reportagem de Daniela Desantis)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.