Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Militão sofre estiramento e desfalca São Paulo na reta final do Brasileirão

Jogador que atua na lateral-direita sentiu dores na terça e não participou no treino desta quarta no CT da Barra Funda

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2017 | 18h21

O São Paulo informou nesta quarta-feira que Éder Militão sofreu um estiramento na parte posterior da coxa esquerda e, por isso, desfalcará o time nas próximas semanas. O clube não confirma o tempo de recuperação, mas lesões como a de Militão costumam tirar os atletas do gramado por até três semanas.

Arboleda retorna e São Paulo treina jogadas ofensivas mirando duelo em Goiânia

Nesta quarta-feira, após sentir dores musculares nas atividades da última terça, o jogador fez exames de ressonância magnética que apontaram a lesão. Por isso, ficou fora do treino desta manhã e já está sob os cuidados do departamento médico. O atleta seguirá com os exercícios fisioterápicos no REFFIS em período integral até voltar a ter condições novamente de trabalhar no gramado.

Zagueiro de origem, Militão conquistou seu espaço na lateral-direita do São Paulo e vivia sua maior sequência no time, com nove partidas seguidas como titular. Sem ele, Dorival tem à disposição Buffarini e Araruna, improvisado. Bruno, com cervicalgia, também não tem condições de jogo.

Além de Militão, o São Paulo terá uma sequência de jogos com outro desfalque: Cueva. O peruano defenderá sua seleção nacional na repescagem das Eliminatórias da Copa do Mundo, contra a Nova Zelândia, nos dias 10 e 15 de novembro e, por isso, não poderá defender o São Paulo nos jogos contra Chapecoense (dia 9), Vasco (12) e Grêmio (15).

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.